Religiões sem Fé

Por Caio e Rubens
A essência dos ensinamentos de Jesus se transformaram em regras de homens? Hoje, vemos as pessoas dizerem que para servir a Deus  é necessário freqüentar uma instituição, ser obediente, não fumar não beber, não se prostituir, ser fiel a instituição e ao líder religioso; ainda associam a prostituição a relacionamento intimo fora do casamento. Pergunto: TAIS afirmações vieram do nosso salvador Jesus Cristo? Ele nos afirmou que seremos discípulos dele, indo para instituições com bíblias debaixo de o braço e participar de culto divino num santuário terrestre? Ou se deixarmos de beber e fumar seriamos seus discípulos? Quando ele fez essas alegações? Será que ser discípulos de Jesus é algo tão superficial? Os ensinamentos do nosso salvador e seus discípulos foram sufocados sim, através dos séculos, como Jesus profetizou doutrinas de homens tomando lugar da lei de Deus.

ESTÁ ESCRITO: “Amando uns aos outros sabereis que sois meus discípulos”, então tudo se simplifica a partir daí, podemos responder fácil essas indagações:

Quanto a um relacionamento: Seria pecado, um relacionamento intimo com a namorada? Vamos analisar: Respondo esta pergunta com outra semelhante, acaso se duas pessoas já casadas,   perante a lei dos homens, contudo esse casal mantém  intimidade por obrigação e não por amor, estão eles casados perante Deus?

Raciocine agora: Na selva, ou aonde não exista sociedade, um homem constrói uma casa de bambú, e se ajunta com uma mulher, constituiem uma família e ficam para sempre juntos, aos olhos de Deus, eles estão casados? No cartório a gente faz contrato. Na “Igreja” [templo] a gente mostra os que estão “se casando”. Mas tanto no cartório quanto na “igreja” ninguém se casa diante de Deus. Aliás, nenhum homem tem o poder de casar a seu semelhante diante de Deus. Diante de Deus o casamento não ocorre no dia da cerimônia, mas no dia em que assumem a que se amam. A palavra casamento usado para aquela época é diferente da usada nos dias atuais, houve uma transferência de identidade, casamento é a união, quando o homem decide assumir as responsabilidades, quando homem e mulher assumem o seus lugares.

Agora, saiba: Só vale fazer qualquer coisa ou deixar de fazer, se for por amor e em fé. Sem fé a gente se condena em tudo o que faz. sem amor nada aproveita. nada é puro. Portanto, você e eu temos que fazer tudo com fé e amor.

Afinal, Jesus disse que aquele que é Seu discípulo faz tudo com amor. Esta é a obediência aos Seus mandamentos: amar sempre. Assim, você tem apenas que perguntar se você ama a pessoa que você pensa em usar por uma noite apenas. É amor? Ou trair? 
Ou se é amor beber até cair ou falar um monte de bobagens? Ou se é amor fazer qualquer coisa que possa deixar a você mesmo mal e outros infelizes?

Quanto a fumar e usar drogas: Parece que Fumo e Drogas não se encaixam no contexto acima, logo, se eu não prejudico ninguém com meu fumo e não me falta amor, posso fumar a vontade?

Paulo diz: “Todas as coisas me são licitas, mas nem todas edificam ou me convém. Todas as coisas me são licitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhum delas.”

Fumo e Drogas trazem vícios, todavia existem medicamentos a base de substancias extraídas a partir dessas  mesmas drogas, que na medida exata, podem ser proveitosas. A pergunta deve ser feita, Se todas as coisas são licitas a pergunta então seria isso convém? Isso me domina? Tais drogas podem tecer as fibras de sustentação de um bom futuro? Contudo, você não “magoa a Cristo” quando faz qualquer das coisas acima. Sim! Jesus não faz beicinho! Ele já nasceu Deus. Crescido. Você faz mal a você mesmo, ao seu futuro, e, sobretudo, ao seu dia de hoje, no qual são forjadas e reforçadas as suas fibras de ser.

Magoamos a cristo quando Deixamos de fazer o bem ao próximo, a parábola do mendigo Lazaro e o rico deixa bem claro, o rico não foi justificado por omissão de ajuda.

Paulo também disse que não se deve usar a liberdade que temos em Cristo a fim de
se dê lugar a nada que seja contra aquilo que Deus, em Jesus, chama Vida.
Se seu interesse é em Deus, em Jesus e na Vida Eterna, então, é vida que você quer. Ora, se é vida que você deseja ter, então, é de vida que você tem que se ocupar. Assim, não falamos de normas de homens, mas apenas do que Deus chama vida para o homem.


Quanto a se dever freqüentar uma igreja, digo a você que não necessariamente. Você deve ser parte da Igreja, e você já é, porque crê em Jesus. Assim, você deve congregar-se em algum lugar no qual você seja de fato edificado na fé e no entendimento do Evangelho. Mas freqüentar de modo mágico, como se não indo a desgraça fosse chegar, não, mil vezes não! A igreja não é formada pelo local sagrado, e sim por pessoas, caso não encontre um grupo que esteja de acordo com o evangelho, existe a opção de reunir seus amigos, familiares ou mesmo na rua com um estranho, estando dois ou mais já se faz uma igreja, isso é congregar-se, reunir-se pelo evangelho, não existe a necessidade de um local físico.

Tudo em Jesus tem a ver com vida. Se a freqüência a algum grupo lhe traz graça e vida em Jesus, ajudando você a crescer em fé, amor e entendimento espiritual, então, freqüente aí. Caso contrário busque um lugar que seja assim.

Portanto, sintetizando, a relação antes da cerimônia não é pecado, pecado é a conseqüência de uma relação fora dessa união que vai gerar uma criança indesejada, sem pai, sem condições dignas de sobrevivência, pecado é a conseqüência de um ato fora dessa união, onde uma pessoa se relaciona ocasionalmente com outra magoando uma terceira que estava envolvida com a primeira, Pecado é a conseqüência das atitudes e não pelo ato em si. Pecado é ir apos outros deuses, realizar uma cerimônia litúrgica romana do Deus Mitra. No  caso Cachaça e cigarro, cachaça, o mau é o que sai da boca não o que entra, tomar cachaça não é pecado, o pecado é a conseqüência desse ato, criar confusões, falta de sobreidade, maturidade, vícios, e todas as conseqüências dessa ação. Pecado é contra o próximo, pecado é viver sem amor e sem fé.

10 comentários:

Postar um comentário