Religiões sem Fé

Por Caio e Rubens
A essência dos ensinamentos de Jesus se transformaram em regras de homens? Hoje, vemos as pessoas dizerem que para servir a Deus  é necessário freqüentar uma instituição, ser obediente, não fumar não beber, não se prostituir, ser fiel a instituição e ao líder religioso; ainda associam a prostituição a relacionamento intimo fora do casamento. Pergunto: TAIS afirmações vieram do nosso salvador Jesus Cristo? Ele nos afirmou que seremos discípulos dele, indo para instituições com bíblias debaixo de o braço e participar de culto divino num santuário terrestre? Ou se deixarmos de beber e fumar seriamos seus discípulos? Quando ele fez essas alegações? Será que ser discípulos de Jesus é algo tão superficial? Os ensinamentos do nosso salvador e seus discípulos foram sufocados sim, através dos séculos, como Jesus profetizou doutrinas de homens tomando lugar da lei de Deus.

ESTÁ ESCRITO: “Amando uns aos outros sabereis que sois meus discípulos”, então tudo se simplifica a partir daí, podemos responder fácil essas indagações:

Quanto a um relacionamento: Seria pecado, um relacionamento intimo com a namorada? Vamos analisar: Respondo esta pergunta com outra semelhante, acaso se duas pessoas já casadas,   perante a lei dos homens, contudo esse casal mantém  intimidade por obrigação e não por amor, estão eles casados perante Deus?

Raciocine agora: Na selva, ou aonde não exista sociedade, um homem constrói uma casa de bambú, e se ajunta com uma mulher, constituiem uma família e ficam para sempre juntos, aos olhos de Deus, eles estão casados? No cartório a gente faz contrato. Na “Igreja” [templo] a gente mostra os que estão “se casando”. Mas tanto no cartório quanto na “igreja” ninguém se casa diante de Deus. Aliás, nenhum homem tem o poder de casar a seu semelhante diante de Deus. Diante de Deus o casamento não ocorre no dia da cerimônia, mas no dia em que assumem a que se amam. A palavra casamento usado para aquela época é diferente da usada nos dias atuais, houve uma transferência de identidade, casamento é a união, quando o homem decide assumir as responsabilidades, quando homem e mulher assumem o seus lugares.

Agora, saiba: Só vale fazer qualquer coisa ou deixar de fazer, se for por amor e em fé. Sem fé a gente se condena em tudo o que faz. sem amor nada aproveita. nada é puro. Portanto, você e eu temos que fazer tudo com fé e amor.

Afinal, Jesus disse que aquele que é Seu discípulo faz tudo com amor. Esta é a obediência aos Seus mandamentos: amar sempre. Assim, você tem apenas que perguntar se você ama a pessoa que você pensa em usar por uma noite apenas. É amor? Ou trair? 
Ou se é amor beber até cair ou falar um monte de bobagens? Ou se é amor fazer qualquer coisa que possa deixar a você mesmo mal e outros infelizes?

Quanto a fumar e usar drogas: Parece que Fumo e Drogas não se encaixam no contexto acima, logo, se eu não prejudico ninguém com meu fumo e não me falta amor, posso fumar a vontade?

Paulo diz: “Todas as coisas me são licitas, mas nem todas edificam ou me convém. Todas as coisas me são licitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhum delas.”

Fumo e Drogas trazem vícios, todavia existem medicamentos a base de substancias extraídas a partir dessas  mesmas drogas, que na medida exata, podem ser proveitosas. A pergunta deve ser feita, Se todas as coisas são licitas a pergunta então seria isso convém? Isso me domina? Tais drogas podem tecer as fibras de sustentação de um bom futuro? Contudo, você não “magoa a Cristo” quando faz qualquer das coisas acima. Sim! Jesus não faz beicinho! Ele já nasceu Deus. Crescido. Você faz mal a você mesmo, ao seu futuro, e, sobretudo, ao seu dia de hoje, no qual são forjadas e reforçadas as suas fibras de ser.

Magoamos a cristo quando Deixamos de fazer o bem ao próximo, a parábola do mendigo Lazaro e o rico deixa bem claro, o rico não foi justificado por omissão de ajuda.

Paulo também disse que não se deve usar a liberdade que temos em Cristo a fim de
se dê lugar a nada que seja contra aquilo que Deus, em Jesus, chama Vida.
Se seu interesse é em Deus, em Jesus e na Vida Eterna, então, é vida que você quer. Ora, se é vida que você deseja ter, então, é de vida que você tem que se ocupar. Assim, não falamos de normas de homens, mas apenas do que Deus chama vida para o homem.


Quanto a se dever freqüentar uma igreja, digo a você que não necessariamente. Você deve ser parte da Igreja, e você já é, porque crê em Jesus. Assim, você deve congregar-se em algum lugar no qual você seja de fato edificado na fé e no entendimento do Evangelho. Mas freqüentar de modo mágico, como se não indo a desgraça fosse chegar, não, mil vezes não! A igreja não é formada pelo local sagrado, e sim por pessoas, caso não encontre um grupo que esteja de acordo com o evangelho, existe a opção de reunir seus amigos, familiares ou mesmo na rua com um estranho, estando dois ou mais já se faz uma igreja, isso é congregar-se, reunir-se pelo evangelho, não existe a necessidade de um local físico.

Tudo em Jesus tem a ver com vida. Se a freqüência a algum grupo lhe traz graça e vida em Jesus, ajudando você a crescer em fé, amor e entendimento espiritual, então, freqüente aí. Caso contrário busque um lugar que seja assim.

Portanto, sintetizando, a relação antes da cerimônia não é pecado, pecado é a conseqüência de uma relação fora dessa união que vai gerar uma criança indesejada, sem pai, sem condições dignas de sobrevivência, pecado é a conseqüência de um ato fora dessa união, onde uma pessoa se relaciona ocasionalmente com outra magoando uma terceira que estava envolvida com a primeira, Pecado é a conseqüência das atitudes e não pelo ato em si. Pecado é ir apos outros deuses, realizar uma cerimônia litúrgica romana do Deus Mitra. No  caso Cachaça e cigarro, cachaça, o mau é o que sai da boca não o que entra, tomar cachaça não é pecado, o pecado é a conseqüência desse ato, criar confusões, falta de sobreidade, maturidade, vícios, e todas as conseqüências dessa ação. Pecado é contra o próximo, pecado é viver sem amor e sem fé.

10 comentários:

  1. Confesso que me surpreendi com o que acabei de ler sobre casamento, sexo, drogas e ir a igreja. O texto é ótimo gostaria apenas de acrescentar que a religião ao invés de ajudar as pessoa atrapalha, por isso tem tanta gente fanática e bitolada e não consegue entender questões tão simples como essas...

    ResponderExcluir
  2. Tão simples. Mas as pessoas preferem complicar e debater eternamente a respeito.

    ResponderExcluir
  3. fumar e usar drogas é algo relativamente novo isso nao tem um seculo...Jesus nao pregava o evangelho desse jeito
    a igreja sufoca o verdadeiro evangelho com regrinhas da sociedade moderna!

    ResponderExcluir
  4. fumar e usar drogas não é novo, nem relativamente, o tabaco é usado pelos indígenas a milênios, a maconha é usada a mais de 3000 anos por muitos povos, inclusive o povo hebreu(carece de fontes confiáveis hehe), o álcool foi o primeiro milagre de cristo, só nisso já da pra ter uma media da sua idade, né?
    Drogas sempre esteve presente na historia da humanidade, só agora é que estamos as questionando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o evangelho de JESUS não era em cima disso, isso é relativamente novo!!Isso o que? Esse Evangelho "moderninho"

      Excluir
  5. a maldade é pintada de religião de maneira dissimulada disfarçada e piorada!

    ResponderExcluir
  6. O autor esta se justificando os seus atos (obras da carne), bancando o advogado do diabo.
    jesus oferece uma nova vida livre da dependencia das coisas desse mundo que causam escravidao e nos afasta de deus. Jesus pagou la na cruz o peço do pecado e da libertaçao de todos os que creem nele como salvador se arependem dos seus pecados e passam pelo batismo da forma biblica.
    abaixo alguns textos bliblicos para refletir....

    Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;

    E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.

    Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

    Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?

    Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.

    Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.

    Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.

    Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.

    Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

    Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?

    E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
    Mateus 7:13-23

    ResponderExcluir

  7. Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.

    Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.

    Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;

    Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.

    Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.

    E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.

    Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;

    Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.

    Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.

    E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.

    E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;

    Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;

    Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;

    Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;

    Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.
    Romanos 1:18-32

    Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; pelo contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor.

    Toda a lei se resume num só mandamento: "Ame o seu próximo como a si mesmo".

    Mas se vocês se mordem e se devoram uns aos outros, cuidado para não se destruírem mutuamente.

    Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne.

    Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam.

    Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei.

    Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem;

    idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções

    e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.

    Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,

    mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.

    Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos.

    Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito.

    Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros.
    Gálatas 5:13-26

    ResponderExcluir

  8. Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde?

    De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?

    Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?

    De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.

    Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição;

    Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado.

    Porque aquele que está morto está justificado do pecado.

    Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos;

    Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre ele.

    Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.

    Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor.

    Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências;

    Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.

    Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.
    Romanos 6:1-14

    ResponderExcluir

  9. E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.

    Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.

    Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.
    Apocalipse 21:6-8




    No Novo Testamento, fornicação é o termo usado para traduzir a palavra grega Porneia, termo técnico que designava um matrimónio inválido. Na época de Cristo, com a multiplicidade de leis da judéia, não era raro que um matrimónio fosse invalidado por impedimento jurídico. Surgia então o problema sobre se deviam ou não separar o casal que estavam em zonah (casamento inválido, ou seja, um deles ou ambos não fossem "puros" virgem).
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    ResponderExcluir