OS NEPHILIM ESTÃO FAZENDO OS SEUS EXPERIMENTOS!

O livro de Gênesis nos diz no capitulo quatro que o Dilúvio foi causado por uma interferência alienígena na natureza do homem e das criaturas, as quais corromperam o seu caminho natural. Os Benai Elohim [os filhos de Deus], termos somente usado no VT para designar anjos [como é também o caso no Livro de Jó], tomaram mulheres dos melhores genes e da mais elevada estética feminina, e as usaram para procriação, gerando os Nephilim [que significa os que caíram]; os quais se tornaram os Gigantes da Antiguidade, conforme registro não apenas bíblico, mas também presente nos mitos de quase todos os povos antigos, dos Nazca aos Gregos e Chineses. Aquele mundo foi afogado em razão disso, segundo a Bíblia.
 
Entretanto, mais adiante, vê-se na narrativa bíblica que tais filhos dos gigantes continuaram vivos na Terra, conforme se vê em Números, Juizes, Deuteronômio, Josué, nos livros de Samuel e nos escritos chamados Reis.
Quando se diz que os homens de Davi mataram os últimos que havia na terra de Israel, logo se diz: “Então Satanás atacou Israel!...”.

Quando escrevi o meu livro Nephilim, embora fazendo uma ficção, também queria alertar para o fato que os Nephilim estão vivos hoje; e mais: buscando o que sempre buscaram: alterar o homem na Terra.

Hoje, entre tantos outros meios que não apenas a “abdução”, eles usarão cada vez a ciência genética e as tecnologias de nano implante e outros derivados, a fim de, em não muito tempo, terem fabricado o Novo Homem: com o cérebro controlado, com os genes programados, e com os poderes mentais alimentados por chips de memória.

Chegará a hora em que um homem sem alterações nephilimico genéticas e bio-cibernéticas não terá espaço, trabalho ou respeito.

O Novo Homem será filho da tecnologia dos Nephilim e dos maiores avanços da ciência humana, que, de totalmente humana, tem pouca coisa; posto que se fundamente na intenção de controle e manipulação da natureza essencial do homem e da criação, buscando eliminar todas as lindas imperfeições que nela existam.
Ora, creio que o Cordeiro de Deus foi imolado antes de haver criação como a conhecemos, pois, o caminho da vida não é o da perfeição, mas o caminho lindo das imperfeições que já nascem redimidas e que se transformam em bens de Deus para a vida.

Assim, o Cordeiro Imolado antes de tudo, é também a garantia do perdão a todas as imperfeições da existência, das genéticas e biológicas às imperfeições do caminho humano.

Olho à minha volta e vejo a crescente obsessão humana em controle e cura pela ciência dos implantes e de aumento do poder do homem, tanto na mente como nas funções orgânicas, as quais serão alteradas em nome da “perfeição”.

Logo se verá o tamanho da armadilha...
Entretanto, haverá o tempo quando um humano in natura será uma aberração.
 
Afinal, o que nos aguarda é um mundo no qual as estatuas falarão.
 
Pense nisso!
 
 

1 comentários:

Postar um comentário