ANÁLISE DE TEORIAS ATEÍSTAS E CETICISTAS

Por Verdade Reoculta
A humanidade possui diferentes estudos históricos e científicos, nenhum é exato, alguns mais próximos da verdade, outros menos próximos, alguns retratam o lado A e o lado B, alguns pesquisadores dão mais crédito a um do que a outro, todavia, tenhamos a consciência de que, todos os estudos estão próximo da verdade e não representam a verdade absoluta, visto que não podemos retornar ao passado e confirmar os fatos pelos nossos próprios olhos, só nos resta pesquisar, analisar e acreditar no que se acha mais plausível, apontarei os fatos que defendem o que eu acredito, mas lembre se somos livres, cada um acredite no que quiser! Segue a teoria Abaixo difundida por céticos:


" o mito Jesus foi fundido com o mito religioso romano para subjulgar os judeus para que eles aceitassem totalmente o julgo dos romanos e não se rebelassem mais. Como os judeus não aceitavam o culto ao imperador e não queriam pagar os altos impostos cobrados por Roma, porquê não criar uma nova religião de submissão e enfiar goela abaixo dos judeus?É claro que estes personagens bíblicos ‘FORAM INVENTADOS’ para se esconder os verdadeiros inventores desta farsa.O novo testamento não deixa de ter um fundo religioso-político, e na minha opinião fora inventado por Vespasiano e Tito, para fazer os judeus ficarem quietinhos no seu canto, se não o pau iria comer para os que restaram vivos após a destruição da judéia . Os romanos queriam inventar um novo culto ao imperador; Vespasiano (o Pai) e ao seu filho Tito (o Filho do Homem).Os romanos criaram um suposto Filho de Deus que nascera de uma judia e que fora morto pelos seus próprios conterrâneos e que ‘supostamente’ reencarnaria no “Filho do Homem”(Tito), para se vingar dos judeus que não o aceitaram, sendo desta maneira obrigados a aceitarem o julgo deste ser vingativo, pois assim se cumpriria as profecias dos antigos profetas judeus, é claro que estas profecias foram ‘ajeitadas’ pelos romanos. O que realmente os romanos queriam fazer era matar dois coelhos com uma cajadada só, pois futuramente eles seriam os donos do mito Jesus e fundariam a igreja católica que até o momento é ‘um reino que durará para sempre’ e se criaria um anti-semitismo, pois colocou os judeus diante do mundo como os culpados por terem matado o filho de Deus, que é claro nunca existiu. Lembrem-se que com a força do poder imperial uma mentira repetida vária vezes se torna verdade, e aqueles que não aceitarem a “verdade inventada” a espada do senhor (de Roma) descerá sobre as suas cabeças. Com o passar do tempo esta mentira passou a ser remodelada da forma como se queria em sua época. Esta mentira hoje esta dividida de várias formas e em vários credos.A bíblia nada mais é do que uma apostila de submissão criada pelos romanos para subjulgarem as províncias romanas, pois como está escrito – devemos respeitar a ordem do rei e de seus governantes, para que não entremos em atrito com eles, pagando certinho os impostos a eles devidos. – Epístola aos romanos. Roma.Não leve ao pé da letra o que esta escrito na bíblia, mais sim o que realmente ela queria dizer no passado. Com certeza quem sabe de toda a verdade de como se inventou esta ‘estória’ toda são os pontífices romanos. Vocês já imaginaram o caos que daria se o Papa chegasse na praça de São Pedro, no Vaticano, e fizesse o seguinte discurso; – Meus caríssimos irmãos, é o seguinte – Jesus Cristo nunca existiu e fora inventado pelos antigos romanos para enfiarem goela abaixo dos judeus, pois estes judeus eram uma verdadeira pedra nos seus sapatos, isto é, sandálias. Todos vocês foram enganados durante gerações e mais gerações. Já imaginaram o que poderia acontecer……." fica a pergunta. Aonde estão os originais do novo testamento? Tendo ela (Roma) o poder sob as escrituras e de manipular e alterar o novo testamento conforme sua vontade, porque ela não adicionou suas praticas litúrgicas a bíblia para poder dar respaldo a suas praticas pagãs? Não é estranho que a bíblia estando sob seu poder, Roma não tenha removido as partes as quais acusam ela mesmo de ser o próprio sistema iníquo? (púrpura
escarlata abonada de ouro Jesus único intercessor e mediador, não adorar santos e anjos, batismo infantil,  água benta, sacramentos, procissões etc) Para piorar: da a entender que ela criou a fábula para colocar ela mesmo propositalmente como a babilônia, justamente para reafirmar que o novo testamento é genuíno pois ele acusa ela mesma de ser a besta compreende? Se a igreja católica estivesse de acordo com o novo testamento, seria muito mais difícil acreditar que  o novo testamento é genuíno, agora a partir do momento que ela cria profecias contra ela mesma e propositalmente se coloca no julgo de inimiga ela faz a crença verdadeira e cria o sistema religioso para que é mais eficiente que o político. E o melhor! Derruba os judeus."

http://ceticismo.wordpress.com
http://www.projetoockham.org/

RESPOSTA: ANÁLISE  DA TEORIA ACIMA:

Qual é o suporte? Qual é o fundamento? Qual é a base?

Não existe um único manuscrito, um único papiro, um único pergaminho, que faça referência ao NOVO TESTAMENTO TER SIDO COMPILADO POR ROMA!

AONDE ESTÃO OS DOCUMENTOS?

Vamos Provar agora que, essas Teorias Neo-ateístas são improváveis e infundadas.
  • Pela Critica Textua Lógica, Hermenêutica e  Exegese
  • Pela Arqueologia 
  • Pela história
  • Pela Física quântica
  • Pela fé racional
Pela Critica Textua Lógica, Hermenêutica e  Exegese

Não existe se quer um documento antigo que comprove que o Novo Testamento foi escrito pelos pais da igreja (Papas e Bispos).

Mas existem vários documentos que atestam que suas origens são Hebraicas e Gregas.

É claro que houve, omissões, acréscimos, deturpações, pelas traduções Romanas. Qualquer um que possua as escrituras Gregas e Hebraicas sabem disso! Por ISSO existe a crítica textual, a Hermenêutica e a Exegese, para que se identifiquem essas peculiaridades!

Se o Novo Testamento fosse escrito pelos pais da igreja qual seria a ideologia lógica? A ideologia  dos Padres afrontam os manuscritos!!

Se fosse escrito pelos pais da igreja, não deveriam haver variações textuais (a qual a critica chama de variante), não existe uma unidade entre eles, CONCLUE-SE que o NOVO TESTAMENTO nunca foi escrito pelos pais da igreja, do contrário, a linguagem seria única. Não existe um só manuscrito grego que concorde com os demais ao contrario todos eles se divergem. A contradição dos manuscritos atestam sua veracidade, se fosse armação não haveria contradições!

Pela Arqueologia:

Arqueologia é uma ciência relativamente nova, ela é de 1780 pra cá, e ela procura desvendar o passado da origens da humanidade e da civilização. Se nos pegarmos a história da Ciência Moderna, vamos descobrir que os grandes pioneiros da Ciência, os verdadeiros pais da Ciência, como Sir Isac Newton, Blaise Pascal, apenas a guisa de ilustração eram cientistas e também acreditavam em Deus e os textos da Bíblia. Temos registros da escrita como invenção humana datada do terceiro milênio Antes de Cristo.

Moisés está situado por volta de 1400 AC, que é a data que alguns dão para o Êxodo, hoje achados como,  tabletes no Museu do Louvre (Paris-França), e alguns documentos, no Museu da Holanda, dos escritos demóticos que era um dos ancestrais do egípcio, traz o relato de um sacerdote egípcio chamado Ipuver que faz uma oração ao deus Órus, um dos principais deuses dos egípcios, reclamando de desgraças que estavam caindo sobre a terra do Nilo. Ele menciona o rio sagrado do Nilo se transformando em sangue. Isto lembra as pragas. Já foi possível identificar seis das dez pragas descritas por Moisés no Êxodo, ou seja, a Bíblia não é a única que testemunha a ocorrência de pragas sobre o Egito. Dentre inúmeras outras fontes que existem pontos em comum.

Existe uma ciência também enraizada na Arqueologia, chamada Papirologia, que é o estudo especializado dos manuscritos e documentos antigos. Há comitês internacionais e vários desses manuscritos. Só do Novo Testamento existem  cerca de cinco mil cópias antigas, muitas delas datadas. Não é trabalho tendencioso, de um grupo específico, O novo testamento foi escrito anos mais tarde dos fatos que narram a vinda do Messias Jesus por pessoas que quiseram deixar registrada e documentada a causa da sua fé. Esses papiros rodaram o mundo e se tornaram conhecimento público mesmo antes da criação da bíblia que foi a reunião de diversos papiros que contam a historia dá fé de pessoas oprimidas, a prova de que o homem que dividiu o mundo em duas metades realmente existiu esta nos livros de Mateus, Marcos, João e Lucas, que contam a mesma historia, só que com mais detalhes, cada um conta como viu. Isso atesta ainda mais a impossibilidade de fraude, por serem diferentes, se fosse algo fraudulento eles nao se contradiziriam e seriam idênticos.



 Algumas Profecias também puderam ser confirmadas:

1. O dilúvio:  houve um grande acontecimento planetário, no passado, que culminou na destruição de quase toda a população conhecida da época. Pode ter sido, inclusive, na Atlântida. (Na realidade aconteceram diversos dilúvios, visto que isso é algo cíclico).

2. A conquista de Jerusalém: Em 597 a.C. Jerusalém é conquistada, o templo é destruído, o povo judeu é aprisionado e levado em cativeiro para a Babilônia, como tinha sido previsto por Isaías e Jeremias.

3. Retorno a Israel: Em 537 a.C. é permitido ao povo judeu retornar a Israel, como dito por Isaías e Daniel.

4. Nascimento do Messias: No começo da era cristã, nasce em Belém, Jesus, o Messias. Isaías e Malaquias haviam profetizado.

5. Destruição do Templo: Aproximadamente no ano 70 d.C., conforme previsto por Jesus, Jerusalém é destruída e o templo é demolido. Aconteceu, nesse tempo, a diáspora, e desde aquela data até 1948, o povo de Israel vagou pelo mundo sem pátria.

6. A besta politica e religiosa sucessora de Babilônia , chamada Roma tomaria o reino dos céus a força com a inquisição e reinaria com retalhação  por 12 séculos e posteriormente a besta perderia seu poder.

7. Retorno dos judeus à Terra Santa (em 1948 quando foi criado o Estado de Israel).

8. Ateísmo generalizado.

9. Desentendimento como nunca houve antes entre pais e filhos.

10· Comércio da Fé pela religião.

11· Conhecimento dos Evangelhos em todo o mundo.

12·  Judeus Foram quase exterminados pelo catolicismo romano e pelo Nazismo, profecia dada aquela naçao que assassiou o Messias Jesus pelos profetas antigos.

13· Conquistas da ciência de maneria acelerada perto do fim ( a especie humana existe a quase um milhão de anos, a menos de 100 anos atras  houve um bang na tecnologia, passamos de um meio de transporte que por milênios foi o mais veloz como o cavalo 60km/h para um jato supersônico 2000 km/h.)

14· Os homens se julgarão Deuses (Particula de Deus e o foton, clone, manipulação genética)

Pela história: 
Apenas para registrar, no mundo muçulmano Jesus é um de seus profetas, e o argumento maior de Maomé é de que ele veio ao mundo para reparar as interpretações erradas que fizeram sobre Jesus, ou seja, os próprios muçulmanos são cristãos! Jesus como o messias e salvador, e não a bíblia como o instrumento para tal.  

JESUS no islamismo
Maomé fundou o islamismo cerca de 60, 80 anos após o Império Romano adotar o cristianismo como religião oficial do Império, o cristianismo era extremamente forte no oriente(região de Maomé), e fraco no ocidente (onde Roma de fato dominava, e se estabeleceu a igreja católica), esses cristãos tinham uma base relativamente forte, até que Maomé apareceu e deu nova visão sobre essas crenças, e afirmou que Jesus não havia morrido na cruz e que os romanos haviam alterado totalmente a história, ele se proclamava um profeta descendente de Davi e que seria o ultimo, e que veio para concertar a história distorcida de Jesus (fácil de fazer devido ao pouco tempo de oficialização da religião). Maomé dizia que tudo o que foi lhe passado foi passado diretamente por Alah por intermédio do Arcanjo Gabriel (o mesmo que deu a noticia da gravidez de Maria), que Jesus seria o soldado do Jihad (o armagedom muçulmano) que voltaria mais uma vez a terra para unificar a igreja em uma única religião através de sua espada como o Apocalipse que está na Bíblia.

JESUS entre os Budistas
Os Judeus: Não acreditam que Jesus foi o messias, porém não contestam sua existência, para os Muçulmanos: Jesus é Isa, para os Budistas-Acredite ou não, Jesus é citado em meios budistas, sendo retratado como Issa, um hebreu que estudou em templos do Tibete em sua juventude.

JESUS no Cristianismo
 Foi fundado pela Igreja católica e  foi de fato formada no século III d.c. suas diretrizes foram definidas no Conclicio de Nicéia, e organizado pelo Imperador Romano Constantino. O Império Romano exerceu controle sobre a nova religião, e graças a Constantino, os cristãos pararam de ser perseguidos. Com o Conclicio, diretrizes com relação ao cristianismo foram definidas, mais tarde a própria Bíblia foi definida, a Bíblia como conhecemos foi organizada e editada pela Igreja católica, baseando-se exclusivamente em suas crenças, e pra uso exclusivo de suas Igrejas. Por volta do Sec XIV, houve a chamada "reforma protestante" Liderada por Padres e Bispos dentre eles Martinho Lutero, que não aceitava algumas praticas comuns na Igreja Católica, entre elas a compra de indulgências (pagamento em dinheiro para o perdão dos pecados), que foi o estopim que acendeu seu ódio por Roma. Lutero nunca criticou a totalidade, e sim alguns pontos da igreja, ele era contra principalmente a indulgência vendida pela igreja e era a favor do casamento dos sacerdotes, outro ponto levantado por Lutero seria de que a salvação se deveria ao reconhecimento pela fé no Messias Jesus Cristo e não na instituição religiosa e seus dogmas descartando assim a dependência de homens, instituições religiosas ou qualquer criação humana para se alcançar a Deus.
Com a morte de Lutero, seus ideais foram nitidamente transfigurados, e a força política que uma nova religião oferecia foi abraçada pela coroa Germânica, que em muito pouco tempo, adotou a nova religião como sua, repetindo o que aconteceu com os Romanos(com uma nova religião e de fácil aceitação do povo, a Germânia se livraria das obrigações que devia a Roma).

O Cristianismo se tornou uma poderosa potestade deste mundo. A mais poderosa delas. O Cristianismo sempre encontra um meio de abençoar o tirano—pode até reagir no início, mas sempre se rende depois. O maior golpe de todos foi a instituição da “Igreja” como representante dos desígnios divinos na Terra. Conseguiram essa façanha no passado e continuam a conseguir até hoje. É impressionante, mas o povo pensa que aqueles carinhas vestidos de sacerdotes, pastores, bispos, ou de qualquer outra fantasia sacerdotal... representam Deus. O povo crê... e isso é que é trágico e engraçado. Vemos seus lideres e os percebemos, muitas vezes, apenas como “mercadejadores” de Bíblias e dos “esquemas” e “programas” que se derivam do marketing que oferece e vende sucesso em “pacotes em nome de Jesus”       

O grande problema dos protestantes, e por conseqüência TODAS as religiões que baseiam exclusivamente na Bíblia católica como forma de religião, é que o instrumento, ou seja, a própria Bíblia é ROMANA, organizada e publicada por CATÓLICOS, se foram eles que a criaram, apenas eles teriam autoridade sobre a obra. Se minha religião adota como principio básico a Bíblia, eu estou adotando os princípios CATÓLICOS, por mais que se tente ser contra, uma coisa esta estritamente ligada a outra. Agora, os textos que estão dentro da obra católica romana chamada bíblia, estes sim, são patrimônios de toda a humanidade, pois estes são as coleções de manuscritos reais (segundo grande parte dos historiadores) dos apóstolos de Jesus, homens revolucionários que mesmo sendo pobres, possuíam conceitos a frente de seu tempo, exerceram uma influencia forte e perturbadora sobre uma sociedade arcaica, na qual jamais pessoas soberbas como os ROMANOS pela sua natureza, não poderiam de forma alguma ter se quer imaginado tal visão inovadora a frente de seu tempo, ou seja, é o mesmo que um índio propor a teoria da relatividade de Einstein,  esses homens revolucionaram a história a tal ponto que o calendário mundial se dividiu em ANTES E DEPOIS DE CRISTO que é o seu líder, porém a Bíblia é exclusiva dos católicos.

Porém todas as religiões "modernas" já voltaram a ser o mesmo catolicismo de sempre, cobram pelas indulgências assim como os católicos no séc XIV, claro que tudo é direcionado, mas se tirar-mos a fé e olhar exclusivamente para os fatos, veremos que essas novas igrejas são exatamente iguais a Igreja católica no auge de sua luxúria, em meio a sua inquisição! Se transfiguraram em instrumento extrativista de arrecadação financeira os lideres de hoje inconscientemente seguem os padrões imperialistas do sistema romano e não os padrões dos apóstolos,  usam de técnicas psicológica e manipulação mental, baseado em novas revelações, em novas visões e consequentemente, que de forma sutil e com o passar do tempo leva a uma irreconhecibilidade total da essência do evangelho pelo estelionato  através do invencionismo cínico, usando o nome de Jesus e transformaram em mercado seus ensinamentos, ensinando a viver na ostentação e na soberania absoluta e não os textos ou a fé daqueles homens que escreveram os textos.  Apenas descaracterizar alguns textos bíblicos para influenciar, seria caracterizado simplesmente por roubo, que foi exatamente o que aconteceu com as novas religiões evangélicas, eles simplesmente tomam posse e criticam a Igreja por base na bíblia que não pertence a eles.  Criticar a igreja católica pela sua forma de interpretar a bíblia.  Sabemos que existem muitos outros textos cristãos que não estão na Bíblia, pois para Roma não interessava que tais textos fossem divulgados, uma nova interpretação da Bíblia, com TODOS os textos conhecidos que foram descobertos, seriam sim uma base sólida para um cristianismo moderno, e não exclusivamente uma interpretação diferente do que já foi escrito a muito tempo!

Os Testemunhas de Jeová foram o único grupo de cristãos que traduziram sua bíblia a partir de manuscritos antecessores a bíblia católica, usando a mesma base dos católicos a chamada Septuaginta grega que reafirmando é a base da tradução da bíblia católica.

Os kardesistas por exemplo, tem como livro principal ou leitura religiosa um evangelho que foi direcionado aos crentes no espiritismo (O evangelho segundo o espiritismo), praticamente TODOS OS TEXTOS QUE ESTÃO NA BÍBLIA foram literalmente transcrita e adaptada para que fizesse sentido a essa religião, que é lógico, criou muita polêmica, porém, eles seguem algo que é de fato DELES, é exclusivo dos kardecistas, apenas eles acreditam em suas escrituras, portanto, são legítimos, afinal acreditam em algo que é proveniente deles mesmos, assim como os católicos acreditam em SUA Bíblia, portanto não devem explicações de como eles a interpretam, eles não seguem a bíblia em sí, portanto não podem ser questionados por sua crença na bíblia, quanto ao cristianismo, eles são Cristãos, acreditam em Cristo que é universal, e não no que se limita a um livro, você pode até não concordar, mas tem muito mais fundamento do que seguir um livro que não te pertence e apenas criticar ao invés de tentar consertar.  -Arquitetos da Verdade


Honestamente, em pesquisas iniciais, realmente vemos que existe muita coerência em tudo isso, principalmente por ser muito fácil acreditar que os romanos distorceram a história, inúmeras fontes que citam Jesus, fora da bíblia além dessas citadas, porém Jesus em diversas culturas alem da bíblia católica, teria sido o Messias Jesus o salvador que  não levantou sua espada quando esteve aqui, ao contrario, promoveu o amor incondicional ao seu semelhante, isso é universal em todas as fontes.

Pela ciência, lógica e Racionalidade:

Ouve ocasiões na história da ciência em que erramos pelo excesso de autoconfiança em achar que sabíamos tudo realmente descobrimos muito, mas também há muito a se descobrir e muito mais a se corrigir. Mistérios que intrigam a humanidade, enigmas de escritos indianos antigos, Chineses, Maias, Egípcios... Que descrevem acerca de seres vindos do céu, homens alados, sinais luminosos, e as semelhanças dessas mesmas aparições de formas quase que idênticas  em pontos distantes do planeta, nas quais tais civilizações jamais se comunicaram.

Existem inúmeras evidencias históricas muitas apontadas pelo picareta (Erick Von), acontecimentos inexplicáveis construções e monumentos as quais até hoje foi impossível determinar com exatidão o método tecnológico para a sua edificação. Muitos engenheiros dizem até que há uma impossibilidade absoluta de se construir tais monumentos antigos sem uma tecnologia superior a tecnologia atual. Pesquisadores apresentaram como provas ligações entre as colossais pirâmides egípcias e incas, as quilométricas linhas de Nazca,  "extraterrestres" eram considerados divindades pelos antigos povos. Cada um crê no que bem entende: se nossos antecedentes mencionavam esses seres estelares que nos visitavam como sendo deuses, o que seriam então?

A origem do universo é um mistério, o big bang foi apontado como uma grande teoria: uma explosão vinda de um ponto mínimo; o problema é que a ciência não explica porque esse "ponto infinitesimalmente pequeno" explodiu, "O universo surgiu do nada?" Pela lei da conservação de momento e Energia da física afirma que nada se cria sozinho ou a partir do nada, logo, porque esse "ponto infinitesimalmente pequeno´” não continuou sendo um ponto infinitesimalmente pequeno? E de onde esse ponto veio? E de onde veio o que dele se originou? E de onde originou a origem do que originou o ponto que deu origem ao big bang? Pelo visto há uma impossibilidade absoluta de se chegar ao inicio. A incompletude ciencia é a afirmação de que os limites para a indeterminação pode ser expressa de forma quantitativa pelo princípio da incerteza. A ciência é incompleta, porque não proporcionaria categorias descritivas para explicar todos os comportamentos observáveis; Se a ciência fosse verdade absoluta, ​​ela não deixaria "nada ao acaso" e sem explicações.

A Existência de um Criador: a explicação pode vir através da física quântica:

A física quântica admite a possibilidade de dimensões paralelas, matéria escura e partículas diferentes das quais conhecemos, inacessíveis (Stephen Hawking), criando assim a divagação da possibilidade um mundo espiritual celestial  (outra dimensão) e seres compostos por esta matéria desconhecida. Está escrito em diversos manuscritos antigos que o Criador do universo é LUZ que é energia, onipotente, onipresente e eterno: sabe-se pela física a massa provém da energia, conforme teorizado por Einstein e que a física quântica diz que qualquer pensamento produz ondas psíquicas, (Físico Prof.  Fran de Aquino) ou seja tudo o que existe não passa de energia, qualquer matéria pode ser gerada se a energia acumulada for a quantidade suficiente, um simples pensamento gera uma onda, e pode colapsar, este acontecimento resulta na possibilidade de materializar seu conteúdo (materialização) ou não (radiação). O pensamento produz obrigatoriamente fótons virtuais para se obter o resultado final, sabemos que tais fótons existem, uma prova é a interação eletromagnética, assim a energia necessária para se produzir a matéria, por menor que seja é enorme, portanto, para se materializar qualquer objeto, por menor que este objeto seja, deve ter a capacidade de gerar grandes ondas. A possibilidade é confirmada pela interferência no movimento de uma partícula quântica através da sua simples observância, agora,  quem poderia ter mover partículas o suficiente para gerar algo tão complexo como o universo? Se tal consciência superior tiver a capacidade de gerar o universo, obrigatoriamente deve ser onipotente, ou seja, pode criar tudo, esta consciência teria poder psíquico infinito, não obedece a limitações de espaço-tempo visto que antes do big bang não existia nem tempo nem espaço (Stephen Hawking), estas são limitações da matéria criado pós big bang, como a energia esta presente de forma material em todos os lugares, esta consciência sempre esteve presente e sempre estará, por natureza, além de onipresente também seria onisciente por conseqüência, então temos enfim definições físicas para o que seria perfeitamente possível e provável a existência de um CRIADOR.


 "O tempo é uma ilusão produzida pelos nossos estados de consciência à medida em que caminhamos através da duração eterna." Isaac Newton

Admitindo a existência de uma consciência superior como provar  que foi ele o responsável pelo surgimento do universo?

Quando falamos em criação do universo, CRIAR significa que não existia e passou a existir, nada se cria, apenas se  transforma, se não existia nada e em um colapso inicial toda a energia contida em nosso universo foi criada, não se pode negar a capacidade que tal consciência teria criado o Homem Mesmo que de forma indireta sim, se tal consciência interage com o homem, claro, somos parte da mesma consciência, ela é onipresente.

Pela Teoria do Caos, nada é estável, contudo por mais “explosivo” que nosso universo seja, por incrível que pareça ele é estável, se tem uma nítida impressão de que as “explosões” são controladas, o que também nos leva a crer que realmente foi arquitetado para ser estável mesmo em casos de explosões (pois se fosse pelo caos, qualquer destas explosões poderia teoricamente ocasionar um novo “big-bang”). Tal consciência, por não ter início não tem fim, para ela o tempo-espaço não existe, portanto ao criar o universo esta mesma consciência já sabe o que vai acontecer no final dos tempos/ Em função deste precedente, é fácil entender que a Consciência Suprema não teve problema algum ao determinar inclusive as leis físicas às quais estamos submetidos, tais leis impossibilitam os colapsos que possam gerar novos universos ou a destruição do que já existe (que já está definido como matéria).



Pela fé racional:
Por Caio
O Ceticismo está certo em algumas coisas, a começar da falta de interesse da Bíblia em muitas coisas, inclusive nos erros de concordância e de seqüência algumas cronologias históricas, e que existem com mais abundancia no Novo Testamento, especialmente na Bíblia você também tem a revelação do engano, da mentira, do equivoco, a palavra SENHOR ocultando o nome de Deus ou do que seria a tradução do nome Baal que é um demônio, mas também tem a revelação do, amor de Deus por um povo que se alimentava da mentira e do engano, muito mais que da Verdade; e isto tudo contado de modo lento e processual. E sabe por que é assim? Sabe por que as Escrituras do Velho Testamento são impecáveis até nas letras, e o Novo Testamento não? Porque para os Judeus a Escritura era a mediadora; era a arca das palavras divinas; era quase-como-Deus. Então, as letras viraram coisa sagrada, e a meticulosidade se tornou um virtude religiosa. Já no N.T. não há textos sagrados; há sim Palavra de Vida; afinal, Jesus mesmo disse: “As palavras que vos tenho dito são espírito e são vida”. Os discípulos de Jesus não tinham Bíblias, mas tinham a Palavra. A Palavra tem que ser carregada no coração como espírito, não em baixo do braço como livro santo. No Princípio era o Verbo, não a Bíblia. O mundo não foi feito pela Bíblia, mas a Bíblia por causa do mundo! A Bíblia é finita, e ela mesma fala de sua finitude. Jesus, o Verbo, é infinito; e não trata a Bíblia como nada além do que ela é: testemunho escrito e histórico do processo pelo qual Deus se revelou aos filhos de Abraão. Jesus, todavia, é sumo sacerdote de uma ordem superior, muito maior que Israel ou que a própria Escritura, No início os os discípulos não carregavam Bíblias, e eram acusados de tudo, até de canibalismo infantil e de orgias nos cultos; num tempo em que o nome Jesus não soava como nada que pudesse ter algum valor ou crédito. Todavia, eles não buscaram provar ao mundo que a havia verdade nas Escrituras, mas tentaram viver a Verdade que é Jesus, neles mesmos. Paulo diz que nós somos a Carta Viva. Escrita no coração, e conhecida por todos os homens. Portanto, não perca seu tempo tentando provar a Verdade. A Verdade é para ser vivida. A Única prova da Verdade é a Vida. E a Verdade é provada como verdadeira quando o bicho pega e a gente não teme; quando a morte chega e a gente celebra a vida; quando o ódio impõe sua tirania e a gente o destrói com Graça e Perdão. Essa é a coerência; e que só será vista em sua vida, não num pedaço de papel.

Até hoje todos os ateus que conheci são ateus de “Deus na história do Cristianismo”; ou, então, são seres traumatizados pela experiência ateia que a “igreja” oferece. O lugar mais ateu que existe é a estrutura da “igreja”. Sobre tal lugar o que se tem que dizer com esperança é “ ...e as portas do inferno não prevalecerão...” — posto que o ambiente é brabo e nauseante.Por isto a “igreja” também é o perfeito álibi para os que desejam ser ateus de discurso.Sim! Para quem relaciona “Deus e igreja”, ser ateu de discurso é o obvio; pelo menos para mim seria, se eu relacionasse Deus à “igreja”Ou seja: é ateísmo psicológico e de amargor traumático; e nada mais, além disso.

Negar a existência de UM CRIADOR, ou até mesmo, dizer que Jesus nunca existiu, como os ATEUS o fazem é simplesmente ridículo!! Ignorância total, dos Ateus, atribuindo Jesus ao processo estelionatário da Fé, ou seja o Sistema Religioso. Quanto aos mitos Religiosos e o ao paganismo cristão, eles estão certos.

RESUMO E CONCLUSÃO:

Pela Critica Textua Lógica, Hermenêutica e  Exegese: Análises textuais, e documentadas refutam os Pais da Igreja como autores. Se o Novo Testamento fosse escrito pelos pais da igreja qual seria a ideologia lógica? A ideologia  dos Padres afrontam os manuscritos e não condizem com a Hermeneltica textual Romana!!
Pela Arqueologia: Profecias cumpridas e atestadas pelos estudos científicos, e ainda outras civilizações confrontando as mesmas informações em diferentes localidades, por diferentes povos.

Pela história: Jesus está em diversas culturas fora da bíblia e seu ensinamento que revolucionou o mundo arcaico primitivo é sempre o mesmo independente da cultura: amor incondicional; até aqui só se pode provar sua existência através de achados históricos, contudo, a historia não pode provar a sua divindade

Pela ciência, lógica e Racionalidade: Pela Física quântica: nada se cria, apenas se  transforma, contudo no colapso inicial toda a energia contida no universo foi criada, ela não existia, não existia tempo e nem espaço, nem matéria, nem energia, nem partículas, tudo veio a existir, e de onde? As limitações do tempo, espaço, leis da física e existência da matéria foram criadas a partir da interferência das partículas oriunda das ondas de origem desconhecida, de forma organizada que é muito incomum, e não caótica que é o comum, de forma rara, perfeita,  correta para existir e uma sucessão de constantes acertos dos quais faz se inimigas das chances de vir a existir pelo acaso, pela probabilidade, raridade do excesso, impossibilidade absoluta de consecutivos acertos a fim de tornar o universo estável, pleno e equilibrado indo assim contra todas as probabilidades do acaso para o sucesso da criação, se não houver uma inteligência por traz disso, é mais fácil acreditar que rochas quadráticas perfeitas podem se formar na natureza sem interferência do homem, e essas rochas com o passar do tempo se agruparam e formaram a grande pirâmide do Egito por pura casualidade da exceção, da simetrias das rochas que se agrupam ignorando a teoria do caos. Assim é a existência de um universo perfeito como as pirâmides, definitivamente, não se pode negar a existência de tal inteligência criadora e a capacidade que tal consciência teria criado o Homem Mesmo que de forma indireta sim.

Pela fé racional: Até agora falamos de ciência e a religião ou seja: crença que é algo palpável, visível, transferível, tangível, alterável, abalável, que é formado pelo conjunto de superstições, preconceitos, relativismo, regras, fundamentos e bases. A fé é diferente de tudo isso, ela é o firme fundamento das coisas que se esperam e a convicção, a certeza e a prova das coisas que não se vêem ela não busca provar ao mundo que havia verdade nas Escrituras, mas os portadores da fé, tentam viver a Verdade, neles mesmos como  carta viva. Escrita no coração, e conhecida por todos os homens. A verdade é para ser vivida. A Única prova da Verdade é a Vida. E a Verdade é provada como verdadeira quando o bicho pega e a gente não teme; quando a morte chega e a gente celebra a vida; quando o ódio impõe sua tirania e a gente o destrói com Graça e Perdão, quando colhemos os frutos que não vemos da semente que no nosso coração foi semeada através da fé. Essa é a coerência; e que só será vista em sua vida,  não num pedaço de papel ou pedra. Entender o criador do universo através da ótica humana é impossível!

Eu creio na fé racional, fé associado a ciência e não a crenças e superstições preconceitos e manipulações,
EU CREIO NO CRIACIONISMO, uma energia desconhecida e inteligente quem criou as leis da física o espaço e o tempo os infinitos universos com leis diferentes dessas, as dimensões, camadas subatômicas e Hiper atômicas ,que não entendemos e nem podemos entender assim como um objeto não entende sobre quem o fez. essa energia está? fora do alcance de qualquer regra da física. 

Eu creio no SALVADOR que morreu por mim "Yehoshua/Yoshua" que chamaram de Iesus/ Jesus, creio no poder do CRIADOR que chamaram de "DEUS" com toda a certeza para poder fazer se manter sua mensagem simples até os meus dias, seja através de romanos, do Islamismo, do espiritismo, dos Mórmons, seja lá qual for a origem a mensagem do MESSIAS É SEMPRE A MESMA: amor incondicional : simplicidade e Fé, paz, longanimidade, benignidade, bondade, mansidão, temperança, domínio próprio e humildade. ISSO É UNANIME ACASO FAÇO ALGUM MAU CRENDO EM SEUS ENSINAMENTOS?

A ciência nos mostra fatos, evidencias, e diferentes perspectivas e visões, RELATIVIDADE DE COMPREENSÃO,  assim sendo, através dela não é possível ainda chegar a verdade absoluta, contudo pela fé (que não é a crença na religião) se chega a verdade, cada um analise os fatos, evidencias, creia no que quiser crer.


No final os Ateus Dizem: Um Deus que, deixa criancinhas morrer de fome, que deixa as pessoas ficarem doentes, que deixa o mundo nesse caos de guerras, violência, mortes, pestes, pobrezas e  sofrimento que tipo de Deus é esse?

Então Respondemos: Um Deus que ama tanto a humanidade que lhes deu a liberdade de escolha, ele não criou os homens para tornar-se seu ditador, ele lhes deu a escolha de fazer o Bem e o Mal! O mundo é caótico, em consequência à dureza do coração das pessoas em relação ao seu próximo! Todavia o Criador tem um reino onde esses mesmos, duros de coração, não entram, vão queimar junto com a terra, cuja  destruição será desencadeada pelo fruto de suas próprias ações! Assim não haverá mais traço da maldade, e os que são bons, por livre expontânea vontade, entrarão no Reino do Criador, por isso lá não haverá  dor, nem sofrimento, as pessoas servirão umas as outras! Esses que entrarão no Reino do Criador, passaram por essa prova terrena, e provaram a si mesmos que NÃO se deixam contaminar pelo mal em razão ao mal cometido contra elas! O Reino do Criador é feito dessas pessoas, independente de credo religioso!

Fontes:
Escavando a Verdade - Rodrigo Silva
O Significado Bíblico da História - S. J. Schwantes
A nossa Bíblia e os Manuscritos do Mar Morto - Renato E. Orberg
Dicionário da Bíblia de Almeida - SCB
E Bíblia tinha Razão - Werner Keller
Arqueologia - Pedro Paulo Funari
História - Márcia Hipólide
Arqueologia - S. J. Schwantes  
VEJA de 23 de dezembro de 1992 - O Jesus da história Documentários Históricos e Arqueológicos: NatGeo - Misterios do Cristianismo/ Tudo sobre Jesus History Channel -  Brings 'Real Jesus' To Life | NHNE Pulse Discovery Channel -  Quem Foi Jesus?


20 comentários:

Postar um comentário