Porque Jesus teve que morrer?



Cético Diz: Deus entrou em uma virgem, nasceu humano, sacrificou-se a si mesmo, para salvá-lo da sua própria vingança. Deus tem o poder para perdoar, mesmo assim, preferiu sacrificar seu filho!


Resposta:


DE MANEIRA ALGUMA!!!

De acordo com a Bíblia, a natureza de Deus é tanto justiça perfeita quanto amor perfeito. Ambas são igualmente poderosas, e nenhuma delas pode ser comprometida. Mas isto é precisamente o problema! Porque a justiça de Deus expõe a inadequação humana, pois todas as pessoas falharam em viver a lei moral divina e são culpados perante Deus. A palavra bíblica para esta falha moral é pecado. Debaixo da lei da justiça divina você colhe o que planta.

O único problema é que ninguém é perfeito! Então, se confiamos somente na justiça de Deus, nos afundaremos! Não há ninguém que mereça ir ao céu, ninguém é bom o bastante! Portanto, devemos colocarmo-nos na misericórdia de Deus, mesmo quando somos culpados e merecemos morrer, Deus ainda nos ama. De um lado sua justiça, os quais exigem punição ao pecado, justamente merecida. Por outro lado estão o amor e a misericórdia de Deus, os quais exigem reconciliação e perdão. Ambos são essenciais à natureza Dele e estão relacionados um com o outro. O que Deus deve fazer com este dilema? A resposta é Jesus Cristo.
Ele é o fundamento da justiça e do amor de Deus. Eles se encontram na cruz: o amor e a justiça de Deus. Na cruz, vemos o amor de Deus pelas pessoas e sua ira contra o pecado, Jesus foi nosso substituto. Ele experimentou a morte por todos os seres humanos e arrancou a punição por todo pecado. Nenhum de nós poderia imaginar o que Jesus suportou por nós, para que não tivéssemos que suportar, no dia do juízo. A fim de receber perdão, precisamos colocar nossa confiança e em Cristo como nosso salvador e Senhor de nossas vidas, mas se rejeitarmos a Cristo, então não seria lógico que também rejeitamos a misericórdia de Deus e retrocedemos à sua justiça? Se rejeitarmos a oferta de perdão de Jesus, então não existe simplesmente ninguém mais que pague a penalidade pelo seu pecado -- exceto você mesmo.

Contudo, não há como conceber que, após a morte de Jesus, todos nós estejamos salvos simplesmente por aceita-lo como salvador! Aceitar Cristo é abraçar a sua causa, os seus pensamentos, viver no exercício do amor ao próximo dia a dia! Observa-se que ninguém pregou a mensagem de Deus melhor que Jesus, vivendo essa mensagem na sua vida, e se fizermos isso, veremos, que somos seus discípulos, não em letras de pedras, mas, no dia a dia! Amando uns aos outros, se compadecendo, perdoando, andando em piedade, humildade, mansidão, temperança, domínio próprio, como ele o fez, só o andar Nele faz se, estar Nele, isso é o evangelho o resto é doutrinações. Tentando viver Nele, no amor Dele e nas palavras Dele, assim Deus habitará em nós, produziremos frutos, e os frutos produzirão boas obras a favor dos necessitados, Jesus de fato nos aperfeiçoará, mas reforçando, somente se nos esforçarmos para pratica os seus ensinamentos no nosso dia-a-dia, só de tentarmos ainda que falhemos, alcançaremos misericórdia, através dessa fé, esse é o plano! Dessa forma, passaremos longe do Juízo para a vida, mas aqueles que rejeitarem suas palavras, e nem se quer tentarem, viver-las em suas vidas, serão julgados pelo bem ou mal que fizeram, ou seja, pela justiça, sem misericórdia (Porque justiça não comporta misericórdia),

como está escrito :

João 5:24-29
Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte para a vida. Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão. Pois assim como o Pai tem vida em si mesmo, assim também deu ao Filho ter vida em si mesmos; e deu-lhe autoridade para julgar, porque é o Filho do homem. Não vos admireis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida, e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.

6 comentários:

Postar um comentário