A IGREJA BÍBLICA X A IGREJA INSTITUCIONAL


Os lugares apelidados de ‘igrejas’ são fundados e criados por homens, e não jamais serão obra de Deus, são sinagogas de satanás, por que vivem de doutrinas humanas, sofisma, crendices, imposições de lideres religiosos [pastores, bispos, missionários, padres, apóstolos] que inventam coisas que enganam as pessoas, com uma santidade fingida, que não está na Palavra de Deus.

A Igreja de Cristo foi edificada pelo Filho de Deus há quase 2000 anos, entretanto, os lugares apelidados de ‘igrejas’ (igreja instituição) onde pessoas se enganam e que foram criadas e fundadas por homens não possuem a idoneidade que a Palavra de Deus requer, afinal, são obras humanas:

Luterana - Martinho Lutero - 1517 – Alemanha
Episcopal - Henrique VIll - 1534 – Inglaterra
Presbiteriana - John Knox - 1560 – Escócia
Congregacional - Robert Browne - 1580 – Inglaterra
Batista - John Smyth - 1609 – Holanda
Rosa-Cruz - Johannes V. Andreae - 1610 – Alemanha
Metodista - John Wesley - 1739 – Inglaterra
Mórmon - Joseph Smith - 1831 - Estados Unidos
Adventista - Ellen White - 1831 - Estados Unidos
Espiritismo - Irmãs Fox - 1847 - Estados Unidos
Exército da Salvação - William Booth - 1865 - Estados Unidos
Testemunha de Jeová - Charles T. Russel - 1874 - Estados Unidos
Teosofia - Helena Blavatsky - 1875 - Estados Unidos
Assembléia de Deus - Vários Pastores - 1901 - Estados Unidos
Congregação Cristão do Brasil - Luiz Francesco - 1909 – Brasil
Messiânica - Meishu-Sama - 1926 – Japão
Igreja Evangelho Quadrangular - Aimée S MacPherson - 1927 - USA
Igreja Brasileira - Carlos D. Costa - 1945 - Brasil
Cruzada Brasil para Cristo - Manoel de Mello - 1955 - Brasil
Nova Vida - Robert Mc’alister - 1961 – Brasil
Deus é Amor - David Miranda - 1962 – Brasil
Universal do Reino de Deus - Edir Macedo Bezerra - 1975 – Brasil
Internacional da Graça – RR Soares - 1980 - Brasil
Mundial – Valdemiro Santiago - 1998 - Brasil

As igrejas que são mencionadas NOS EVANGELHOS, referem-se as localidades, qual seja, Éfeso, Gálatas, Apocalipse, enfim, nas localidades (cidades, bairros) encontramos diversos locais de reuniões de pessoas; estes locais são casas, garagens, galpões, praças, ruas... e jamais podem ter o nome de “igreja tal”, por que assim inferem contra a Palavra de Deus, e norteiam o amor de Cristo por Seus seguidores que se sujeitam ao evangelho por amor pelas almas;

 Existe somente uma Igreja, a de Deus na pessoa de Seu Filho Amado que A edificou [“Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;”, Mateus 16.18], a verdadeira, orgânica, viva e real Igreja de Cristo é a “universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus” [Hebreus 12].


QUANDO TODA A FARSA DA IGREJA INSTITUCIONAL COMEÇOU?

A 1ª grande onda de divisão FOI A CRIAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO EMPRESARIAL, CORPORATIVA E TEMPLOCENTRISTA PELO Império Romano! A partir desse ponto, a fé de oprimidos, tornou-se religião de opressores, criando-se um sistema institucionalizado com os mesmos moldes que o fundador da fé, Jesus, tanto denunciava, com os mesmos moldes, daqueles que o assassinaram, uma reformando a outra, até chegar no protestantismo evangélico.

O Próprio Apostolo Paulo, profetizou que logo após sua morte no séc I, os cristãos se desviariam da Fé, e passaram a viver conceitos pobres e doutrinas de homens, falando  “coisas deturpadas, para atrair a si os discípulos”. (Atos 20:29, 30) O resultado foi que muitos cristãos ‘se desviaram da fé’. Foram “desviados para histórias falsas”. — (1 Tim4:1-3; 2 Tim 4:3, 4). Jesus predisse que o seu povo seria massacrado por esses apostatas da Fé, que dominaram a força o reino dos céus, derramando muito sangue (Mateus 24:3-35)

No Sec I os apóstatas, criaram vários concílios de tempos em tempos, foram reformulando a doutrina de Jesus, foram além do que os apóstolos e Jesus ensinaram, não cansavam de inventar preceitos novos (pois, para eles, Jesus é imperfeito e esqueceu de ensinar muita coisa quando veio na terra rsrs) criando assim tantas divisões (Jd 1:17-19)! A reforma Protestante é a continuidade, foi fundada por Padres Católicos, é apenas uma divisão do catolicismo, jamais prepuseram zerar o catolicismo, mas tão somente reformar um sistema institucional falido!



Apesar da Reforma ter se levantado contra esta corrupção, os protestantes e evangélicos acabaram caindo nos mesmíssimos erros, ao criarem denominações organizadas, sistemas interligados de hierarquia e processos de manutenção do sistema, de modo que, por conveniência, esta herança não morreu no Catolicismo, mas foi propagada através de Lutero e Calvino, que nunca tiveram a intenção de Zerar o Catolicismo e seus dogmas, nem de destruir todos os seus pilares, mas apenas, reformar! Por isso, os evangélicos vivem sob herança Romana e não apostólica!

Agora, imagine o apóstolo Paulo se estivesse vivo hoje, que tipo de carta ele escreveria aos cristãos do nosso país."  Nem escreveria, pois essas igrejas tiveram seus fundadores (Clemente, Sinodo, Lutero, Calvino, Miller, Russel, etc) que para começar não tiveram autorização de Paulo para existir, nem dos sucessores de Paulo, nem de qualquer que tiveram algum vínculo com ele.

Os discipulos se reuniam em casa, templo é dinheiro, instituição causa divisões o que é proibido pelo evangelho.


20 mil denominações religiosas só evangélicas!! Que não se entendem! Que são contraditórias! Que se divergem! A verdade está dividida? Que espírito confuso é esse que revela algo diferente para cada líder religioso? A verdade é uma só, não é duas nem três! A divisão do SISTEMA RELIGIOS só nos mostra a grande incoerência doutrinária que possuem, como não enxergam o óbvio? Um reino divido pode subsistir? POR ISSO É FUNDAMENTAL MANTER A AUTORIDADE APOSTÓLICA E NÃO FUNDAR IGREJAS INSTITUCIONAIS.



7 comentários:

  1. Ótimas postagens, Amigo.
    Gostaria de comunicar que colei o seu banner no blog verdade-messias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Meus amados, temos que seguir a bíblia e não tradições humanas que invalidam a palavra de Deus (MT 15:6)! E a bíblia diz claramente que Jesus veio edificar a Sua Igreja (pessoas unidas em crenças por meio do Único Deus), onde as portas do inferno não irá vencê-la (MT 16:18). E esta Igreja será fiel aos Seus mandamentos, e por ser fiel a Lei de Deus satanás estará irado contra ela (APOC 12:17), e que esse povo guardará os dez mandamentos (EXODO 20:3-17) que Deus escreveu em duas tábuas de pedras com o Seu dedo (EXODO 31:18; DEUT 4:12-13). E essa igreja ama a Deus de todo o coração e ama o seu próximo como a si mesmo (MT 22:36-40). Pois ela ama tanto a Deus que : 1- não tem outros deuses, 2- não se prostra diante de imagens e nem lhe presta culto, 3 Não chama em vão o nome de Deus, 4- trabalha seis dias como Deus trabalhou na criação, mas no sétimo dia que é o sábado não trabalha para seu interesse, mas desncansa como Deus descansou (EXO 20:3-11). E guardando esses quatro primeiros mandamentos amamos a Deus de todo o nosso coração e nossa alma e nossa entedimento (MT 22:37-38). E cumprindo esses outros 6 mandamentos estaremos amando o próximo como a nós mesmo: 5- Se eu amo minha mãe não desonrarei ela, 6- Não materei e nem odiarei meu próximo, 7- Não irei me adulterar ou não irei trair meu irmão, 8 Não roubarei ninguém, 9 Não vou mentir, apenas direi a verdade com amor, 10- Não cobiçarei nada do meu semelhante! Amar a Deus e ao próximo se resume toda a Lei e os profetas (MT 22:40). E Jesus não veio destruir a Lei e nem os profetas (MT 5:17), e Ele disse que nada será tirado da Lei (MT 5:18), e disse ainda que se alguém não obedecer os mandamentos e ensinar aos homens a fazer o mesmo será chamado o menor no reino dos Céu e de modo algum entrará em Seu Reino (MT 5:19-20)! E esta Igreja que Cristo construiu tem a missão de pregar o evangelho em todo o mundo (MT 24:14), e não é um evangelho qualquer, e sim "o evangelho eterno" para proclamar a todos (APOC 14:6). E deste evangelho não podemos tirar nada e nem acrescentar (APOC 22:18-19), pois Deus não muda (MAL 3:6; TIAGO 1:17). E está Igreja é salva pela graça de Jesus (EFÉSIOS 2:8-9), mas esta graça não anula a Lei, mas confirma a Lei de Deus (ROM 3:31)! E esta Igreja não salva ninguém, apenas é o hospital de Deus para os doentes que desejam se reunir com pecadores e querer ser como Jesus que é o maior alvo de suas vidas ( FEL 3:14). AQUI ESTÁ A PERSEVERANÇA DOS SANTOS, QUE GUARDA OS MANDAMENTOS DE DEUS, POIS TEM A FÉ EM JESUS (APOC 14:12)! Abraços!!! WJL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe Lei moral (Dez mandamentos) ou Lei cerimonial (todo o resto) o que existe é Lei de Moisés (que inclui os Dez mandamentos) e Lei de Cristo. O que existe é mandamentos de Moisés e mandamentos de Cristo, todas são Leis de Deus, mas dado a um público específico em circunstâncias diferentes. A lei de Moisés foi para um tipo de povo, a Lei de Cristo para outro tipo de povo. AS LEIS Mosaicas, (que inclui os 10 Mandamentos), foram substituídos pela Lei de Cristo. (Mateus 22:34-36; Hebreus 10:16; Gálatas 6:2).

      Quando se fala em Lei de Moisés, estão inclusos os Dez mandamentos, uma vez que, a bíblia não faz acepção entre lei moral e lei cerimonial. (Neemais 8:1,3, 8, 14,18)

      Jesus também, não fez distinção entre Lei Cerimonial e Lei Moral de tal modo que indicasse divisão dela em duas partes. (Mt. 5:17, 21, 23, 27, 31, 38)

      Os 10 mandamentos não são a Lei de Deus em si; são a aplicação da Lei de Deus no contexto judaico. (Hebreus 8:13; Romanos 9:4;Efesos 2:15-16; Galatas 3:19-27)

      Quando Jesus veio ao mundo, ele mostrou de fato o que era a Lei de Deus, ela é amor (a Deus e ao próximo), e a aplicação dela no contexto cultural da época, era que as pessoas fizessem do próximo uma extensão de si mesmas. (Mateus 22:39)

      Tudo tem um contexto. A Lei de Deus é imutável (e ela é amor a Deus e ao próximo), mas a revelação dela é contextualizada. Da mesma forma são os mais de 600 preceitos da lei mosaica. Todos tinham um significado claro para eles. (Hebreus 7:12;Gálatas 5:11)

      Como poderia ser a aplicação da Lei de Deus a você hoje? (I João 3:23-24)

      Excluir
  3. Estou perplexa com o que estou vendo dentro das igrejas, saí da igreja católica e estou labutando dentro de uma igreja evangélica e estou pasma com om que eu ouço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fuja desses antros de apostasia.

      O sistema religioso é uma fraude. Ele se coloca no lugar do Pai maldozamente, para que as pessoas não cheguem ao Pai a não ser por ele.

      Entendemos que o caminho para chegar ao Pai não é um caminho que passa pela igreja [instituição] não passa pelo processo religioso, esse caminho passa pelo Salvador.
      "Por que ele entrando uma vez por todas no santo dos santos, nos deu livre acesso perfeito ao Pai, pelo qual nos achegamos ao Criador" do que através de um sacerdote que é figura da aliança passada. O processo religioso traz o sistema sacerdotal novamente com os nomes "pastores, bispos e presbíteros" No qual Paulo chama de sistema fraco e inútil, pois homens morrem, mas aquele que ressuscitou dentre os mortos é eterno.

      Excluir
  4. meu irmão sabe pq vc perde tempo postando esta materia polemica, é pq vc não tem tempo de orar! vai orar e principalmente amar meu irmão!

    ResponderExcluir
  5. É protestante ou é conformado? Fiz me acaso teu inimigo dizendo a verdade?

    ResponderExcluir