O que diz o Evangelho?




O evangelho diz que na cruz Jesus Cristo se fez maldição em nosso lugar e tomou sobre si o nosso pecado, a nossa culpa! Que o escrito de divida que era contra nós está cravado na Cruz do calvário! (Col 2:14)

Não importa o quanto nos esforcemos, façamos boas obras, nunca mereceríamos a graça e a misericórdia de Deus, e nada do que fizermos poderia pagar o que Jesus fez por nós, nem que trabalhássemos eternamente para pagar, ainda assim não chegaríamos ao alto preço que fomos comprados, preço de sangue! (1 Cor 7:23)
Então se alguém chegar a você e lhe disser que existe uma maldição hereditária na sua vida, é mentira! Você está sobre a sombra da Cruz! A maldição que tinha na sua vida foi cravada na Cruz do Calvário! Se disser que você tem feito coisas erradas e por isso precisa-se reconciliar com Deus através de correntes e sacrifícios, é mentira porque a Cruz nos reconcilia com Deus mediante a fé! É um presente! Você em Cristo Jesus é mais que vencedor! Porque fomos reconciliados com Deus independentemente de nossos méritos e deméritos! Não existe nenhuma condenação para os que estão em Cristo Jesus (Rm 8:1).

Quem não anda errado? Todos nós erramos, de modo que todos nós precisamos da graça e da misericórdia de Deus, todos nós erramos, mas andamos a sombra da Cruz, nós relacionamos com Deus não com base nos nossos méritos e nossos deméritos, o homem se reconcilia perante Deus mediante a Fé (Ef 2:8)! O que nós fazemos de errado em nossa vidas, pode nos prejudicar, acabar com nossa família, com nosso emprego, com nossos relacionamentos, pode acabar comigo, mas nada pode nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus! Nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro, nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor. (Rms 8:38-39)

Lembre se da parábola do filho pródigo O filho diz: “Pai, pequei contra Deus e contra o senhor e não mereço mais ser chamado de seu filho. Me aceite como um dos seus trabalhadores.” Entretanto o Pai o abraça e diz “Meu filho eu te amo” ainda diz “Você nunca deixou de ser meu filho, eu nunca deixei de ser seu pai eu nunca deixei de te amar e minha mão nunca esteve recolhida sempre esteve estendida, foi você quem saiu de casa, foi você quem deu as costas para o meu amor, foi você quem começou a achar que eu era ruim pra você, agora eu sempre fui bom, eu sempre te amei eu sempre te quis, a distancia entre nos dois aconteceu na tua cabeça, no seu coração, não na minha cabeça, não no meu coração” Então o Pai diz: “meu filho não precisa se culpar pelo seu pecado porque eu não somo débitos” Então vem o filho mais velho e disse: “Eu sempre te obedeci, sempre te servi...” Então o Pai diz: “Para com isso meu filho, eu também não somo créditos! Nos nós relacionamos não em função dos seus méritos e deméritos, nós nos relacionamos pela minha graça e pelo meu amor!

Absolvidos da Culpa, livres do medo, para poder Amar e servir a Deus que preferiu ser servido na figura do próximo!

3 comentários:

Postar um comentário