Apostila Perguntas Bíblicas as Testemunhas de Jeová



A "Apostila Perguntas Bíblicas as Testemunhas de Jeová", é uma sequência de perguntas que se propõe a despertar o raciocínio crítico e rebater os ensinos obscuros da organização das Testemunhas de Jeová. As próprias perguntas são questionamentos ao ensino da Torre de Vigia. —A organização Torre de Vigia é classificada como seita, seita é todo grupo religioso que mantém as pessoas num estado de dependência eterna, presas a ele, para tal, advogam o monopólio da fé, ou seja, se colocam como ÚNICO caminho, como ÚNICA verdade e sugestionam as pessoas a acreditarem que ninguém vai a Deus a não ser por eles. O que leva a idolatria ao sistema. A relação com Deus, a salvação, o acesso a verdade só é possível pela instituição e através da instituição. Sim, quem está de fora, será queimado no "Armagedom". Catolicismo medieval? Até pior. Inclusive dizem que são a Arca de Noé, quem ficar de fora, não terá salvação.

Apesar de serem reformados, e dizerem que Lutero foi um homem de Deus que se levantou contra a "religião falsa", não aceitam um décimo do que Lutero ensinou, assim como a Igreja Católica, entendem que o caminho para chegar ao Pai é um caminho que passa pela ORGANIZAÇÃO ao invés de passar SÓ pelo Salvador.

Existe uma sedução por parte das instituições religiosas: "Não precisa mastigar sozinho; não precisa interpretar por si, não precisa pensar. Aliás, quem é você para interpretar por si? Deixe Cristo interpretar a si mesmo através da “Santa Organização” e apenas receba em fé e obediência” – Dessa forma as pessoas não precisam se dar ao trabalho de pensarem por si mesmas – e nem podem.

Devemos superar a medievalidade e tirar de suas mentes, o medo de pensar, de ter um raciocínio crítico, sobretudo exterminar o conceito de que todos que questionam o clero devem ser demonizadas e hostilizados. Discordar não é pecado, idéias boas e reais sobrevivem a qualquer crítica, não é forma de perseguição religiosa alguém dizer e mostrar que o ensino religioso de outrem é falso, não é perseguição religiosa uma pessoa informada expor publicamente fatos e evidências, permitindo assim que outros analisem e tirem suas próprias conclusões.

Esse quetionário mostra (usando as verdades bíblicas), que esse sistema religioso é uma fraude. Além de pregar ensinos apóstatas,  ele se coloca no lugar do Pai maldosamente, para que as pessoas não cheguem ao Pai a não ser por ele.

-Equipe VerdadeReoculta
______________________________________
 A APOSTILA COMEÇA AQUI, SEGUE:

Este artigo não se destina a fomentar a intolerância religiosa nem a exaltar uma denominação religiosa em detrimento das demais. A liberdade de culto está prevista na Constituição do Brasil e é questão de foro íntimo. Tampouco visa a denegrir a imagem dos adeptos do movimento religioso sob enfoque. De fato, a maioria dos membros das Testemunhas de Jeová– enquanto indivíduos – é composta de pessoas decentes e sinceras, tendo sido a busca de Deus que motivou seu ingresso à religião. Mas é também verdadeiro que isto se aplica aos adeptos de quaisquer outras religiões cristãs. E também é verdade que ao longo da história, no intuito de manter a fidelidade de seus membros, facções religiosas ou seitas têm, a exemplo dos regimes totalitários, feito uso de técnicas manipulação que promovem a submissão cega a líderes, a intolerância, o exclusivismo, o cerceamento de liberdade e informação, bem como isolamento social para bloqueio psicológico em relação a informações externas – método este que alguns estudiosos classificam como ‘lavagem cerebral’.

É por isso que é tão difícil convencer um fanático de qualquer coisa, por mais que se use de razão, lógica, evidências  e argumentos coerentes. 


Introdução:
-Reconstrução cognitiva ou lavagem cerebral -
-Questionamentos e análises-
-Questionamentos e análises: Da organização-
-Seita-
-Relação de dependência-
-Desassociação e o ostracismo-
-Religião verdadeira: Conceito-
-Religião verdadeira: Grupo-
-Unidade na fé-
-1914-
-Escravo Fiel e discreto-
-Corpo Governante-
-Profecias-
-Nova Luz-
-Instrução: Entendimento bíblico-
-Conhecer o Pai-
-A verdade-
-Discípulo-
-Sacerdócio Pastoral-
-Ministério apostólico-
-O Caminho-
-Relação Criador criatura-
-Mediador-
-Vida eterna-
-Méritos e deméritos-
-Adorar a Deus-
-Comunhão-
-O Grupo-
-O modelo é outro-
-Teologia dos nomes sagrados-
-Pregação sistemática Profissional de porta a porta-
-“Vocês são minhas testemunhas", Isaías 43:10 -
-Transfusão de sangue-
-Natal e festas pagas-
-Aniversário-
-Cruz ou estaca-
-Neutralidade Política-
- 144 mil –
-Filhos de Deus -
-Miguel é Jesus-
-Espírito Santo-
-Trindade-
-Divindade de Jesus-
______________________________________

INTRODUÇÃO

-Reconstrução cognitiva ou lavagem cerebral -
 
  1. De acordo com diversos psicólogos e estudiosos da mente humana, a reconstrução cognitiva ou lavagem cerebral usada a séculos por militares, políticos e religiosos, tem por fim estabelecer a relação de dependência das pessoas para com o o sistema, e  possui 5 pilares básicos: ─ 1. Submissão a Líderes (Criam um corpo, um magistério infalível, inquestionável) ─ 2. Exclusivismo (Únicos  na luz da  verdade) ─ 3. Intolerância (Demonização e hostilização de quem tem ideias contrárias). ─ 4. Restrições a informações (Escolhem o que você deve saber, proibindo debates, análises e questionamentos para esconder algo ou evitar um exame refinado de suas ações.) ─ 5. Isolamento social. (Para bloqueio psicológico de informações externas e cerceamento de liberdade e informação) ─ Você exclui a possibilidade da Torre de Vigia utilizar algum desses métodos de lavagem?
  1. Não poucas religiões ditas cristãs, usam versos da bíblia de forma distorcida, para justificar suas já pré-formatadas técnicas de lavagem, herdadas da sociedade maçônicas e outros. ─  Como ter certeza, de que a Torre de Vigia não faz o mesmo?
   ______________________________________

CAPÍTULO I
É A ORGANIZAÇÃO
TORRE DE VIGIA UMA SEITA?

-Questionamentos e análises-
 
  1.  É verdade que o Corpo Governante das Testemunhas de Jeová, proíbe as pessoas de analisarem publicações bíblicas externas a organização, chamando-as, todas de apóstatas?  (Nosso Ministério do Reino, Março de 1999. Página 2) ─ (A Sentinela, 15 de Maio de 2012 p. 13) ─ (A Sentinela, 1 de Março de 1986. Páginas 13-15) ─ Caso seja, como conciliar tal proibição, com o ensino das escrituras, que orientam a “Examinar tudo” (1 Tess 5:21)?
  1. Sabemos que os falsos profetas também se utilizam da bíblia para enganar, porém, uma vez que não se pode fazer análises, questionamentos e comparações, como é que alguém pode ter certeza de que não está sendo vítima de distorções bíblicas? Se não se pode analisar tudo, como ter certeza de que a sua visão bíblica é mais coerente, do que a visão bíblica de outros grupos? ─Pode um juiz,  julgar uma causa com coerência, sem ouvir ambas as partes?
  1. Ao longo da história, notamos que, somente aqueles que têm algo a esconder ou tem medo da verdade, promovem restrições e censuras, portanto, se alguém está com a verdade, e não tem nada a esconder, por que então, temer analisar diferentes fontes, ângulos e visões?
  -Questionamentos e análises: Da organização-

  1. Os ex-membros da Sociedade dizem que, as Testemunhas de Jeová não estão autorizadas a questionar nenhuma das doutrinas ou políticas da organização e que se elas não acreditarem em absolutamente tudo o que a Sociedade ensina, são desassociadas da organização. Afirmam ainda que, o  medo de ser rejeitado pela organização, manipula muitas Testemunhas a não aceitar transfusões de sangue, recusar qualquer tipo de atividade política, e não participar em nada que seja desaprovado pela organização Torre de Vigia. ─ É verdade que a Torre de Vigia manipula os seus membros desta forma?
  1. Você como pessoa, está autorizada a fazer as suas próprias decisões? ─ Então o que acontecerá se a consciência de uma Testemunha lhe permitir votar; está a dizer-me que ela não seria desassociada por tal ato? ─  Veja este artigo da Torre de Vigia e diga-me se isto não é "manipulação" mental, por controlar o que as pessoas pensam e acreditam. A Sociedade disse: "Satanás, desde o começo de sua rebelião, questionou a maneira de Deus fazer as coisas. Promoveu idéias independentes... Como se manifestam tais idéias independentes? Um modo comum é questionar o conselho provido pela organização visível de Deus... Por que são tão perigosas? Tais idéias dão evidência de orgulho... Podemos realmente passar sem a orientação da organização de Deus?" Não, não podemos!"  (A Sentinela, 15 Julho, 1983, págs. 22, 27) ─ Mas, espere um minuto, a organização religiosa está se colocando no lugar de Deus? Está usurpando o lugar de Deus para si, como se fora o próprio? ─ Além disso, quando o julgamento pessoal de determinar a verdade bíblica é visto como orgulho contra Deus, como pode isto não ser um meio de controlar aquilo em que as pessoas crêem? ─ Se a alguém não lhe é permitido questionar as doutrinas de uma organização, como pode ele seguir o mandamento bíblico "certificai-vos de todas as coisas"?  ─ Será que idéias boas e reais não conseguem sobreviver a qualquer crítica?
  1. Por que as Testemunhas de Jeová crêem na infalibilidade de um magistério humano? ─ E em que isso se difere da infalibilidade Papal do Catolicismo Romano, onde o clero, assim como o corpo governante é compostos de homens infalíveis?  (que, por acaso também usam a mesmíssima bíblia para sustentar seus pontos de vistas)
  1. Como conciliar essa visão e que questionar a religião é errado, com as passagens: ─ “Os bereanos eram mais ((nobres)) do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse,((examinando))  todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.” ( Atos 17:11) ─ Tratando-se de profetas, falem dois ou três, e os outros (( julguem)) cuidadosamente o que foi dito. (1 Coríntios 14:29)─ ((Não acreditem)) em toda declaração inspirada, mas ponham à prova as declarações inspiradas para ver se elas se originam de Deus,.(1 João 4:1)─ “E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós.” (1 Coríntios 11:19) – Viu? Questionamento é amplamente incentivada pelas escrituras. Uma vez que existiam  falsos profetas até dentro do grupo dos apóstolos, como não colocar a prova tudo o que líderes de organizações fundadas por outros homens  ensinam?
  1. Será que, apresentar fatos e evidências bem fundamentados contra o ensino de uma religião, pode ser considerado orgulho? ─Será que, questionar é PECADO? ─ Se for, não teria a organização pecado no dia da sua fundação, pois surgiu justamente por ter discordado das religiões de sua época?
-Seita-

  1. É ensinado pela Torre de Vigia que a liderança da sua organização foi "designada" por Deus em 1914, para servir como o Seu único "canal visível" de "instrução espiritual"? Caso afirmativo, em que é isso diferente das seitas, que por definição, compartilham a mesma crença de: “De ter líderes divinamente escolhidos, que exigem devoção exclusiva aos seus ensinos (ainda que usem a bíblia)”?
  1. Visto que as seitas muitas vezes afirmam que os seus ensinos provêm da Bíblia, como é que nós sabemos que a organização Torre de Vigia não é uma seita, quando ela exige devoção exclusiva aos ensinamentos dos seus líderes, que também afirmam terem sido "divinamente escolhidos" por Deus?
  1. A organização Torre de Vigia, tem o hábito de justificar seu comportamento exclusivista, ensinando que em Mateus 24, Jeová iria designar um "escravo fiel e discreto" organizacional para dar ao Seu povo "alimento" espiritual "no tempo apropriado" ─ Então, pergunta-se: Onde é que está escrito, que a passagem está se referindo a uma organização sendo preparada para distribuir alimento espiritual,  em que seus seguidores precisassem praticar "devoção exclusiva" aos seus ensinamentos? Não é claro, ver como a passagem se refere a cada Cristão individual, sendo fiel a Cristo até sua vinda?  Como aceitar a idéia de que essa parábola se refere a múltiplas organizações religiosas em operação no momento da chegada de Cristo em poder, cada uma com uma responsabilidade maior ou menor, dependendo do que cada uma delas fez com o conhecimento que tinha. ─ Esta passagem só faz sentido como uma exortação aos cristãos para que se mantenham vigilantes e se comportem apropriadamente para com outros, principalmente para com outros cristãos, sempre tendo em mente que um dia todos terão de responder a uma Autoridade maior.
  1. Por definição, os membros de seitas com frequência se isolam da família, dos amigos e até da sociedade em geral. Dá-se isso com as Testemunhas de Jeová?Elas não vivem em comunidades exclusivas, isolando-se dos parentes e de outros? As Testemunhas de Jeová não estão autorizadas a associar-se ou até a comunicar-se com amigos e membros da família que tenham deixado a organização, e não podem ter amizade íntima com pessoas que não sejam Testemunhas de Jeová? ─Como é que alguém diz que as Testemunhas de Jeová não são uma seita, mas elas controlam os seus seguidores em muitas das formas que normalmente as seitas fazem. Qual é a diferença?
- Relação de dependência-

  1. As Testemunhas de Jeová, afirmam que o fato de estarem crescendo no mundo todo, prova que sua organização é conduzida por Jeová. ─ Porém, não é generalização, é simples observação: Empresas que querem ser bem sucedidas, tem que manter uma relação de dependência com seus funcionários. ─ ASSIM TAMBÉM, SE UMA RELIGIÃO QUER SER BEM SUCEDIDA, PRECISA FAZER OS FIÉIS ACREDITAREM QUE ELA É NECESSÁRIA. Precisa "motivar" os fiéis a permanecerem lá. Caso contrário ela fecha. ─ E para se manterem vivas, não poupam esforços no uso das ferramentas de manipulação, domínio e controle. Dente tantas, a mais comum de todas, é se colocar maldosamente como mediadores entre Deus e o homem, para que ninguém chegue ao Pai a não ser por eles. ─ E por que é, que com a  Torre de Vigia seria deferente?
-Desassociação e o ostracismo-

  1. Se a pessoa sai da organização por qualquer motivo deve ser isolada? Pais deixaram de falar com filhos? filhos deixaram de falar com a própria mãe? Até um simples oi é proibido? (Sentinela 15 de dezembro de 1981, pg 21) Não estaria a Torre de Vigia se enquadrando na definição de uma religião perversa que promove o ostracismo? (Ostracismo significa isolamento, exclusão, banimento, exílio, repúdio, repulsa e discriminação aplicada a ex membros, ou aqueles que questionam suas doutrinas)
  1. Será que organizações que destroem casamentos, separam famílias, dividem amigos, promovem discriminação a quem saiu da organização, pode ser considerada de Deus? Como Jesus tratava os gentios, pagãos, prostitutas e cobradores de impostos? Quantas pessoas Jesus repudiava por causa de pecado? Acaso Jesus não ensinou que, deveríamos perdoar 70x7? Se não seguem a Jesus, a quem estão seguindo? (Se citarem cartas dos apóstolos, os apóstolos estão acima de Jesus?)
  1. MATEUS 10:37 “QUEM AMA SEUS PAIS MAIS QUE A MIM NÃO É DIGNO DE MIM” Esse texto é  aplicado para a desassociação, porém, será que Jesus estava ensinando as pessoas a odiarem seus pais, simplesmente pelo fato deles não apoiarem o evangelho, ou  Jesus estava ensinando a definir prioridades, é por isso ele disse “Amar mais que a mim” ou seja, não abandonar o evangelho por causa das pessoas, apesar da oposição de seus parentes, continue firme na fé cristã? A segunda opção tem forte amparo no enredo das escrituras, a primeira não.
  1. “NÃO VIM TRAZER A PAZ, MAS A ESPADA” MATEUS 10:34 – “SEPARAÇÃO DE AMIGOS E FAMÍLIAS EM PROL DO EVANGELHO É INEVITÁVEL” Onde é que está escrito que o texto fala sobre membros saindo de denominação? Onde é que o texto proíbe alguém a conversar e dizer oi para quem não aceitou o evangelho? Não seria mais lúcido aceitar que isso é uma profecia das atrocidades que seriam feitas em nome de Jesus pelo cristianismo histórico?   SIM a própria história nos mostra que a doutrina de Jesus não foi estabelecida pacificamente; trouxe guerras sangrentas, assim, os irmãos, foram separados pelas suas respectivas crenças?
  1. 1 CORÍNTIOS 5:11-13 “MAS AGORA VOS ESCREVI QUE NÃO VOS ASSOCIEIS COM AQUELE QUE, DIZENDO-SE IRMÃO, FOR DEVASSO” Essa passagem se aplica a quem saiu da organização por motivos de consciência ou a quem comete pecados graves? De cara, já vemos que essa passagem não se aplica a primeira opção, isso é claro. Então vamos para a segunda: A passagem está proibindo você a  falar com a pessoa, ou passar do outro lado da calçada para não cumprimentar essa pessoa, ou se for parente ele deveria cortar os vínculos familiares com essa pessoa? Não é claro que a passagem está orientando a não ter companheirismo, com pessoas que conhecem a palavra e abertamente vivem de forma arbitraria ao ensino cristão? O contexto não é claro quando fala de companheirismo com pecadores irrepreensíveis e não com associação com pessoas que saíram de uma organização por qualquer motivo?
  1. ”A BÍBLIA DIZ PARA NÃO SE ASSOCIAR COM O PECADOR E PRONTO (ROMANOS 16:3, 5; COLOSSENSES 4:15; FILÊMON 2)” Textos fora de contexto. Em que local e em que ocasião não poderia haver esta associação com o pecador? (Romanos 16:3, 5; Colossenses 4:15; Filêmon 2) Nesses textos, somente nestas reuniões em lares particulares, é que o “pecador praticante”, não poderia “ter convivência com a reunião”, e também não se poderia “comer com este homem” Como poderia, pessoas que saem da religião protestante fundada por homens, por livre consciência se encaixar nesse padrão?
  1. 2TESSALONICENSES 3:14: “…SE ALGUÉM NÃO FOR OBEDIENTE À NOSSA PALAVRA POR INTERMÉDIO DESTA CARTA, TOMAI NOTA DE TAL, PARAI DE ASSOCIAR-VOS COM ELE, PARA QUE FIQUE ENVERGONHADO.” Olhe para o versículo seguinte. Versículo 15: “Contudo, não o considereis como inimigo, mas continuai a admoestá-lo como irmão.” Uma coisa é alguém proferir ensinos apóstatas, outra coisa é abandonar a Torre de Vigia. Se todos os textos apontados que falam sobre a apostasia têm a ver com abandonar a Deus, não uma organização! Por que então a Torre de Vigia diz qey se refere a abandonar a organização? Será que ela não está chamando para si, tudo que é de Deus, como se fora o próprio?
  1. 2 JOÃO 1:10,11 – “SE ALGUÉM CHEGA A VOCÊS E NÃO TROUXER ESSE ENSINO, NÃO O RECEBAM EM CASA NEM O SAÚDEM.POIS QUEM O SAÚDA TORNA-SE PARTICIPANTE DAS SUAS OBRAS MALIGNAS”. Vamos ler um verso antes: 2 João 1:9 Todo aquele que não permanece no ensino de Cristo, mas vai além dele, não tem Deus; quem permanece no ensino tem o Pai e também o Filho. Vemos claramente a quem João orientou a não saudar, é quem NEGA o ensino de Cristo e não o corpo governante das tj. O contexto fala sobre os que desprezam o ensino de Jesus, mas então por que a pessoa que sai da organização e continue acreditando na mensagem de Jesus, também é tratado dessa maneira?
  1. Se todos os textos falam sobre cessar o conviver, cessar companheirismo com pessoas que se entregaram abertamente ao pecado, e negaram a Jesus Cristo,  por que o ostracismo das testemunhas de Jeová se estende a qualquer até mesmo aqueles que abandonaram a organização por motivo de consciência? ─  Por que ela coloca todos no mesmo barco, todos são escorraçados, ostracizados, rejeitados, tratados como lixo. Será que Jesus se agrada disso? Além disso, em TODOS OS CASOS MENCIONADOS, não existe apoio ao ostracismo, apenas ao companheirismo. “Contudo, não o considereis como inimigo, mas continuai a admoestá-lo como irmão.” (2 TES 3:15)
______________________________________

 CAPÍTULO II
ORGANIZAÇÃO TORRE DE VIGIA
COMO REPRESENTANTE DE DEUS NA TERRA

- Religião verdadeira: Conceito-

  1. As Testemunhas de Jeová dizem que são a única religião verdadeira, a única forma de conexão entre Deus e o homem. Porém, o que é religião? A religião é uma produção humana, a palavra vem do Latim “reli-gare”, é qualquer coisa que se propõe a religar o ser humano e Deus. Porém Seguir a Jesus é transcender a religião, porque depois da consumação do sacrifício de Jesus, nada mais pode nos religar a  Deus a não ser Cristo! Como é que alguém se diz Cristão e diz que precisa de uma religião para se religar a Deus? Acaso uma religião que queria religar o homem a Deus não estaria usurpando o lugar de Cristo para si?
- Religião verdadeira: Grupo-

  1. Existem mais de 20 mil divisões só cristãs, todas elas dizem que são a religião certa, cada qual com sua interpretação bíblica, todas elas dizem seguir a bíblica, e não importa a passagem que uma religião use para sustentar seus pontos de vista, outros grupos terão uma resposta bíblica para cada uma delas, e não importa se disser que o Espírito Santo os guia, os outros grupos também dirão a mesma coisa. ─ Então, o que te dá a convicção de que as Testemunhas de Jeová são a única religião verdadeira? Qual é o critério de validação?
  1. Se o critério for profecias do armagedom, Jesus avisou  a seus discípulos de que falsos profetas iriam proclamar que a sua presença havia começado quando não havia Mateus 24:23-24. Visto que as Testemunhas de Jeová  proclamaram equivocadamente em 1874 como a data da presença de Cristo por 50 anos (1879-1929), depois corrigiram a data para 1914 como pode Jesus ter escolhido um grupo religioso para representar Jeová Deus, que estava fazendo EXATAMENTE o oposto do que Ele havia alertado os seus seguidores para não fazerem?  — Atos 1:7
  1. Se o critério para a validação de uma religião verdadeira for suas crenças, será que as crenças bíblicas de qualquer organização por si só, provam que elas são a única religião verdadeira? —Você pode ter certeza absoluta de que não existem Cristãos sinceros com crenças praticamente idênticas as suas fora da organização? — As Testemunhas de Jeová não são a única religião que compartilham os mesmos ensinos bíblicos: Existem uma lista de grupos como as Testemunhas de Yhwh, Assembléia de Yah,  Testemunhas de Yaohushua, etc... com entendimento bíblico praticamente idêntico as Tj, eles pregam o Reino, divulgam o nome de Jeová Deus em hebraico como “Yahweh”, rejeitam a Trindade, inferno eterno,  a imortalidade da alma humana, não celebram feriados e festas pagãs, não se envolvem na política, etc. —Encyclopedia of American Religions  vol. 2, págs. 398-400. — Como pode as testemunhas de Jeová dizerem que são a única religião certa, se ela compartilhar crenças praticamente idênticas a outras religiões?
  1. Se o critério para a validação de uma religião verdadeira for suas crenças, e sabemos que as crenças das Testemunhas de Jeová não são exclusivas, pode-se admitir então que há Cristãos sinceros servos de Deus, fora da organização? (Atos 10:35); Podemos também considerar que havia servos fiéis de Deus,  antes da fundação da Torre de Vigia? (Mt 28:20) — Já admitiu a hipótese de que Deus nunca esteve limitado a organizações? — Atos:17:24; João 4:21,23,24; Mt 18:20; Mt 6:6
  1. Será que Deus precisa de organizações religiosas para representar seus desígnios na terra? ─ Caso afirmativo, onde estava ela, do período do último apóstolo até a fundação da sua "igreja" (instituição secular)? ─ Que tipo de Deus é esse, que necessita de uma organização religiosa, mas deixa seu povo desamparado desde a era dos apóstolos até a fundação do seu grupo? Será que nesse período não havia Cristãos? - Mateus 28:20; Atos 10:35.
  1. Organizações religiosas  "representantes de Deus na terra", não são bem vistas pelas escrituras: ─ Na época de Jesus existiam algumas religiões (Fariseu e Saduceu). Por que justamente as religiões eram contra o filho de Deus? - Por que vemos sempre Jesus e os profetas ao lado dos humildes, afastados da elite, da cúpula religiosa, daqueles que se diziam representantes de Deus na terra, que viviam nas sinagogas com suas vestes finas fazendo longas orações em voz alta? ─  Por que vemos o sistema religioso, sempre como o lado "B", o lado inimigo? ─ Não me parece que Deus precise de uma organização religiosa representando seus desígnios na terra, Jesus mostrou que existia muita vivência de Justiça fora do ambiente religioso, Jesus criticou muito a idolatria ao sistema, em detrimento a vida humana, tanto é que Deus levantava Profetas, sempre afastados do sistema. ─ Visto que os profetas sempre estiveram afastados das organizações religiosas, bem como a forma como Jesus dava valor extremo, ao caráter e ao relacionamento humano, mas não dava valor algum estrutura religiosa, culto e cerimônia,  não seria portanto, mais coerente crer que a instituição religiosa pode ser um simples instrumento pedagógico, para conduzir as pessoas a palavra de Deus, ao ensino de Cristo, mas não um fim em si mesmo? (Ou seja, uma estrutura religiosa é opcional, não essencial, nem salva ninguém)
  1. Jesus construiu algum templo religioso (salão do reino)? Fundou alguma denominação (Torre de Vigia)? Deixou alguma placa? (Jw .org)– Se não, por que seu líder o fez? Depois de ler a bíblia, se sentir iluminado, qualquer um pode fundar sua denominação para representar a Deus, colocando um nome bíblico e diz que foi fundada pelo próprio Jeová, porém: Onde está a referência bíblica autorizando um homem a fazer a si mesmo pastor e fundar uma denominação para representar a Deus? Os apóstolos não o autorizaram, autorizaram? Paulo autorizou? Pedro? João? O sobrinho de Paulo? —Tem pelo menos um documento apostólico real, autorizando a existência da denominação?
-Unidade na fé-

  1. As Testemunhas de Jeová dizem que, os cristãos não podem estar divididos, não podem ter multiplicidade de entendimento, por isso, precisam estar centrados em uma única organização, a fim de que as pessoas sejam unidas em um mesmo entendimento, não promovendo divisões conforme orientação bíblica (1 Coríntios 1:10) ─ Porém, nem os apóstolos tinham essa unidade absoluta, vemos dissensões e divergência de opiniões entre Paulo e Barnabé, Tiago, Pedro e tantos outros, tanto é que foi preciso fazer concílios para verem se entravam em consenso. Se nem o grupo dos apóstolos conseguiam ter essa unidade, quem é uma instituição fundada por outros homens para querer ter? ─ Então o que Paulo queria dizer na passagem citada? ─ Que os cristãos precisam manter unidade nas coisas essências. ─ Nas coisas essenciais, unidade; em coisas não essenciais, liberdade (Romanos 14:1-3; 1 Coríntios 10:23); em todas as coisas, o amor (1 João 4:7-8). A essência do evangelho é liberdade, e não prisão. ─ A maior causa da divisão é, que as pessoas dão muito valor a coisas "não essenciais" tal como, Interpretação profética; Conceitos sobre o milênio; A natureza dos mortos; etc. ─ Se todos os cristãos tivessem apenas o caráter de Cristo como centro, e o amor como dogma não haveria divisões. ─ Veja em Rm 13:8-10 “A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.” ─Viu? A ninguém deveis nada, muito menos a uma instituição. Quem ama cumpriu a vontade de Deus, veja que o critério é amar e não ser dono da verdade absoluta ─ Quem queria ser dono da verdade absoluta eram os fariseus. ─ Além do mais, uma instituição que não foi fundada direto pelos apóstolos, citar essa passagem é um tiro no pé, afinal a passagem fala justamente contra a idéia de homens seguindo homens, ou seja fundando denominações, causando divisões. Parafraseando Paulo quis dizer na passagem: “Muitos dizem, Eu sou de Paulo, eu de Apolo, eu da Torre de Vigia, diga eu sou de Cristo e não promova divisões.
-1914-



  1. Quando o apóstolo Paulo ensinou a seus discípulos na Galácia que Cristo retornaria em 1914 e que esta­beleceria uma organização visível com sede em Brooklyn, Nova York?" Se nunca disse, então, as boas‑novas dos líderes da Torre de Vigia são "algo além" daquilo revelado pelos apóstolos? “Quem quer que vos esteja declarando conto boas‑novas algo além daquilo que aceitastes, seja amaldiçoado” (Gál.1:8,9, Tradução do Novo Mundo).
  1. Em II João 1:9 foi dito: “Todo aquele que não permanece no ensino de Cristo, mas vai além dele, não tem Deus; quem permanece no ensino tem o Pai e também o Filho Uma vez que Jesus não revelou explicitamente a doutrina de sua vinda invisível em 1914, não estaria a organização ultrapassando e “indo além” do ensino de Cristo?
  1. Como conciliar o ensino de que o governo e autoridade de Cristo, que Lhe foi dada na Sua ressurreição, foi limitada à congregação Cristã até 1914 se em Hebreus 10 que Jesus estaria à espera à direita de Deus até que os Seus inimigos fossem colocados debaixo dos Seus pés. Tendo em conta que 1 Coríntios 15 diz que o último inimigo é a morte, não significa isto que Jesus ainda está à espera à direita de Deus? — Foi a morte destruída em 1914?
  1. Se “toda a autoridade” tinha sido dada a Jesus na Sua ressurreição, que autoridade podia ter sido dada a Ele em 1914 que Ele já não tivesse?
  1. Se Jeová precisasse mesmo, de organizações para representá-lo na terra, onde estava ela na época de Jesus? —  Se os discípulos tivessem sido leais à organização de Jeová dos seus dias, teriam eles seguido a Jesus? —  Se a organização de Jeová do primeiro século havia se tornado apóstatas, o que impede  que a  organização de Jeová dos dias atuais também  não tenha se tornado?
- Escravo Fiel e discreto-

  1. Sobre “o escravo fiel” Vamos ver a passagem em Mateus 24, Jesus adverte que os Cristãos deviam estar preparados em todos os momentos para a sua vinda porque ele virá repentinamente como um “ladrão” durante a noite.  Então, para ilustrar isso, Jesus dá a parábola do escravo fiel e discreto. Se olharmos para os hipócritas na Cristandade que estão a abusar do seu poder e autoridade para ganho ilícito, não concordaria que eles coletivamente se qualificam como o “escravo iníquo” mencionado nesta passagem? Visto que qualquer Cristão pode ser parte do grupo do “escravo iníquo” apenas por ser hipócrita, porque não pode qualquer Cristão ser parte do grupo do “escravo fiel e discreto” for ser fielmente dedicado a Cristo?
- Corpo Governante-

  1. Se Deus dirige o Seu povo por meio de um “escravo fiel e discreto” ou “corpo governante” de anciãos, porque o Espírito Santo em Atos 13:2 orientou a congregação de Antoquia a enviar Paulo e Barnabé para fora, na sua primeira viagem missionária, sem qualquer aprovação de um “corpo governante” em Jerusalém? —  E a quem eles reportaram quando regressaram da sua viagem missionária em Atos 14:26-28? —  Não foi à congregação de Antioquia? — Onde está o chamado “corpo governante” de Jerusalém em tudo isto?
  1. Visto que a Bíblia relata que Deus conduziu os Cristãos do primeiro século individualmente por meio de instrução dada diretamente pelo Espírito Santo, sem nenhuma responsabilidade de um “corpo governante” em Jerusalém, porque precisam hoje os Cristãos de um “corpo governante” de anciãos para ser um “instrutor” espiritual e para fornecer orientação para as suas vidas?  — Atos 8:5,5, 26, 29, 40
- Profecias-
 
  1. Onde a Bíblia ensina que a entrada para a congregação cristã seria fechada no ano de 1935, com uma "grande multidão" secun­dária sendo reunida depois disto? —  Em Apocalipse 19:1, onde está a multidão no céu ou na terra?
  1. Por 50 anos—desde 1879 a 1929—as Testemunhas de Jeová proclamaram que a presença de Cristo começou em 1874—não em 1914 como elas ensinam agora”. — Visto que Jesus avisou que os falsos profetas iriam anunciar uma data falsa para a Sua presença, porque iria Ele ungir um grupo de pessoas para representar Deus, que estavam fazendo a mesma coisa que Jesus disse que os falsos profetas fariam em Mateus 24?
  1. Dentro desse período de 50 anos, as Testemunhas de Jeová morreram a acreditar nessa falsa data para a presença de Cristo. O que eles vão dizer quando estiverem perante Deus e Ele lhes perguntar, “Porque você não prestou atenção às palavras de Meu Filho Jesus em Mateus 24, que advertiam sobre os falsos profetas que proclamariam datas falsas para a presença de Cristo?”
  1. A Sociedade Torre de Vigia tem profetizado falsamente o fim numa série de ocasiões, mas em vários momentos ao longo da sua história, a Sociedade encorajou os seus membros a adiar o casamento, ter filhos, e até mesmo a obter educação adicional, apenas porque eles disseram que o fim estava tão perto, mesmo assim, por que as pessoas não deixam de segui-la?
-Nova Luz-



  1. Existem mais de 326 mudanças de doutrinas na sociedade Torre de Vigia desde a sua fundação (piramidologia, proibição de vacinas, transplante de órgãos, ressurreição, fim da chamada celestial, autoridades superiores, etc), que espírito confuso é esse que a cada momento revela uma ‘verdade’ diferente?
  1. As sociedade Torre de Vigia, justifica suas mudanças de doutrinas afirmando que eles tem  humildade o suficiente para admitir os seus erros e receber “nova luz” de Jeová, dizem que, assumir o errado, para querer fazer o certo é uma virtude.  Se noventa por cento dos ensinos de Russell estavam errados e muito do que as Testemunhas de Jeová hoje chamam “a Verdade” tem mudado nos últimos cinquenta anos, como garantir que a verdade que é ensinada hoje, não mudará amanhã?
  1. Em Romanos 13:1 a Sociedade explicou como em 1886, Charles Russell “identificou corretamente ‘os poderes mais elevados,’ ou ‘as autoridades superiores,’ mencionadas pelo apóstolo Paulo, como autoridades governamentais humanas.”(A Sentinela 1 de Maio, 1996, pág. 13). Então, em 1929, a Sociedade recebeu “nova luz” e mudou a sua interpretação desta passagem, por ensinar que “os poderes mais elevados devem ser Jeová Deus e Jesus Cristo.” E então novamente, em 1961, a “nova luz” da Sociedade levou-os a mudar de volta para o ponto de vista original, que as Testemunhas de Jeová acreditavam antes de 1929 e que atualmente continuam a ensinar—“que o termo ‘autoridades superiores’ se refere, não à Suprema Autoridade, Jeová, e ao Seu Filho, Jesus, mas às autoridades governamentais humanas.” (A Sentinela, 1 de Maio, 1996, pág. 14). Como pode a “verdade” mudar, por avançar e recuar desta forma? Quando eles voltam atrás ao ponto de vista original e o chamam de “nova luz,” como pode isto ser evidência que Jeová os está a guiar?
  1. A Sociedade passou a explicar que, assim como um navio desvia à direita e à esquerda, progredindo em direção ao seu destino, apesar dos ventos contrários, a “nova luz” que eles recebem é como “impelido pelo vento” na verdade espiritual. Assim, dizem que, as mudanças são evidência de que Jeová os guia. Pergunta-se: Quando um navio é impelido pelo vento, alguma vez vira 180 graus e vai na direção totalmente oposta?
______________________________________

CAPÍTULO III
EXAMINANDO A NECESSIDADE OU NÃO, DE UMA ORGANIZAÇÃO RELIGIOSA PARA SERVIR A DEUS:
Um Cristão deve estar fundamentado em Cristo, ou em organizações religiosas?

-Instrução: Entendimento bíblico-

  1. O que é preciso para alguém conhecer a Deus, sua vontade, seu ensino? — Caso a resposta seja a bíblia, pode um Cristão entender corretamente a bíblia, sem as publicações da Torre de Vigia? Sem estar filiado a organização? —Caso negativo, onde é que a bíblia ensina que precisamos de algo além das escrituras para nos instruir?  Para um Cristão, a bíblia não é o suficiente?
  1. Será que as escrituras recomendam que um Cristão, tenha confiança inabalável na interpretação de magistérios humanos? (Salmo 146) — Acaso não colocamos as nossas almas em perigo se confiarmos o nosso destino espiritual a homens?  — Jeremias 17:5; Romanos 3:4
  1. Se Deus é realmente um  Deus de amor e ele quer que todos sejam salvos, porque iria Ele ‘escrever a Bíblia’ de um modo, que um comum mortal não pudesse entender sem a ajuda de um instrutor humano? — Se Deus é realmente amoroso, não iria ele escrevê-la de modo a que qualquer um pudesse lê-la e ser salva?
  1. A visão bíblica da instituição é infalível e isenta de erros? — Se sim, como provar? — Quem é o magistério de uma instituição para garantir suas próprias interpretações? — Quem deu autoridade para uma instituição e seus líderes interpretarem as escrituras? — Onde está a referencia bíblica de que um homem pode impor a sua interpretação bíblica a seus iguais?—Se não, por que crer em algo imperfeito?
-Conhecer o Pai-

  1. Se Jesus afirmou que se conhecermos a ele, conheceríamos ao Pai. Então por que, os Cristãos verdadeiros precisam da orientação DA TORRE DE VIGIA para conhecer a Deus? (João 8:19; João 14:7) —Quem conhece a Deus? —1 João 4:8
- A verdade-

  1. O que seria a verdade para você? —A verdade, de acordo com a Bíblia, é Jesus, ou é uma denominação fundada em 1881?
- Discípulo-

  1. Quais são requisitos para um verdadeiro discípulo? (João 8:31; João 13:35) — O que a pessoa deve possuir,  para  “agradar” a Deus e “pertencer” ao Cristo? — Romanos 8:8-9 e 14.
  1. De acordo com Jesus, você pode ser seu discípulo sem estar filiado a um corpo eclesiástico? — Caso negativo, quando Cristo ensinou que freqüentar organizações humanas, fosse critério para sermos seus discípulos? — Como conciliar essa idéia as passagens:—“Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros” (João 13:35) — “Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos”. (João 8:31)“—As minhas ovelhas ouvem a minha voz” (João 10:27-28) — As ovelhas dele ouvem a voz de quem? — Os discípulos dele permanecem firmes nas palavras de quem? — Ouvem a voz de quem?
  1. Uma vez que temos acesso direto as palavras de Deus por intermédio das escrituras, para que a necessidade DA TORRE DE VIGIA agindo como “instrutor” espiritual? — Se precisamos de homens para nos instruir, como conciliar isso  com as passagens do advento da nova aliança: “A ninguém chamei vosso guia, um só é o guia, o Cristo, e todos vocês são irmãos” (Mt 23:9-11)(Mt 23:11-12) “Não há necessidade que ninguém o ensina, pois o espírito o faz” (1 João 2:27) “Todos serão ensinados por Deus”. (João 6:45 ) “Ninguém mais ensinará ao seu próximo nem ao seu irmão” — Hebreus 8:10-11

-Sacerdócio Pastoral-

  1. Quando falamos na desnecessidade de homens agindo como instrutor espiritual, uma vez que temos acesso a Cristo e as escrituras, logo dizem que a bíblia está repleta de citações sobre liderança pastoral. Porém, tais citações se referem aos apóstolos e as pessoas designadas por eles, ou se referem a Torre de Vigia? 
  1. É comum citarem, Efésios 4:11 “Ele deu uns para pastores, apóstolos e evangelistas” —De fato, João, Tiago, Pedro, Paulo, foram ótimos instrutores. Aliás,existe alguém mais qualificado que esses pastores para nos instruir? Se temos acesso as palavras desses instrutores escrita e documentada para nos instruir, qual é a necessidade buscar outros instrutores? Os instrutores deixado por Jesus não são o suficiente? —Além disso: Analisando o contexto da passagem,em  Efésios 4:11-14 “...Ele deu ((dons)) aos homens. E ele mesmo ((deu)) uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores; ((Até que)) todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus.” —E então? —Dom é cargo religioso ou é aptidão para ensino? —Ele “deu” ou ele ainda “dá”? — Até quando, para sempre? — Então, ele deu dons para o ensino da palavra, eram instrutores e não ministradores de eventos religiosos, que instruiriam as pessoas até que elas amadurecessem na fé por terem acesso ao ensino de Cristo e não o resto da vida, a gramática não é clara?  A função deles era simplesmente encaminhar as pessoas ao ensino de Cristo e não criar ovelhas para si. Jesus disse: "Ide e pregai o evangelho, ensinando-os a ((obedecer)) a tudo o que ((eu lhes ordenei))". —Mateus 28:20.
  1. Para justificar a existência do sacerdócio pastoral, citam ainda essas passagens: Hebreus 13:17 “Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles " e ainda, Hebreus 13:7 “Lembrem-se dos seus líderes, que lhes falaram a palavra de Deus. Observem bem o resultado da vida que tiveram e imitem a sua fé." — Agora medite: Essa epístola foi escrita para quem? Para você? Não, para os Hebreus. Certo, agora vamos ao contexto: — Uma vez que, quando esses textos foram escritos, as pessoas não tinham acesso as palavras de Jesus Cristo por escrito para as instruir, o jeito era observar e aprender, com aqueles que tinham (os apóstolos, e aqueles nomeados por eles), caso contrário, não estariam os discípulos desobedecendo a Jesus, mandando os cristãos seguirem homens, enquanto Cristo sempre enfatizou que só ele, deveria ser seguido? (João cap 10)
  1. A sociedade usa a história de Filipe e do eunuco Etíope em Atos 8, para dizer que as pessoas precisam da ajuda de homens para entender as escrituras. Deus enviou Filipe para ensinar as escrituras ao eunuco. — Porém, era o eunuco um Cristão no momento em que Filipe foi para lhe ensinar as escrituras? —  Não, ele não tinha a revelação de Jesus, e dos evangelhos, portanto seria impossível que ele entendesse. — Sim nessa época se quer existia os evangelhos, tudo era boca a boca. Hoje temos os evangelhos, portanto as explicações, guias são dispensáveis. E depois, o que aconteceu ao eunuco? — Em Atos 8:39, diz: "Tendo eles saído da água, o espírito de Deus o conduziu Filipe rapidamente dali, e o eunuco não o viu mais, pois seguiu caminho, alegrando-se” — Se os verdadeiros Cristão precisam ser dependentes de homens e sistemas, porque é que Deus escolheu deixar o eunuco completamente sozinho sem o seu instrutor, depois que ele se tornou um seguidor de Jesus Cristo?


- Ministério apostólico-

  1. Não só a Torre de Vigia, mas os religiosos citam exaustivamente as cartas apostólicas para justificar a existência de seus ministérios, pois, acreditam que os apóstolos deixaram um modelo. — porém, será que boa parte do que os discípulos fizeram ou deixaram de fazer, não tenha passado de simples estratégias pedagógicas para conduzir as pessoas a Cristo, ao invés de ser um modelo indispensável para todos os cristãos? — Se de fato, deixaram um modelo, como conciliar essa visão as passagens: "tornei me judeu para alcançar os judeus" (1 Coríntios 9:20), e ainda "pois em parte conhecemos e em parte profetizamos" (1 coríntios 13:9)  — Alguns dos apóstolos guardavam o sábado, circuncidaram, pediam para a mulher usar o véu e permanecer em silêncio, em fim, não é claro que, muito do que fizeram, foi o que julgaram coerente para levar a palavra de Cristo para um povo ignorante, primitivo, sem cultura, analfabeto e pagão ao invés de ter sido um modelo deixado para o futuro? — Afinal a mensagem do evangelho é simples demais para se justificar a existência de corporações religiosas — Se mesmo assim, discordar, saiba que,  qualquer organização fundada por homens, que queira de ser “sucessora do ministério apostólico” deve justificar a brecha entre o último apóstolo e o organizador-fundador da instituição, e crenças bíblicas e interpretações particulares de profecias não são o suficiente para fazê-lo, por que isso TODAS TEM.
-O Caminho-

  1. De acordo com Jesus, o caminho e a porta estreita para se chegar ao pai é uma organização religiosa, uma empresa especializada? — Se for uma empresa, como conciliar essa visão as passagens:— “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim”. (João 14:6-7) —“Eu sou a porta; quem entra por mim será salvo. Entrará e sairá, e encontrará pastagem”. — João 10:9?
  1. Durante a época da reforma, a igreja católica sofreu duras críticas por promoverem um sistema religioso que é uma fraude. Que se coloca no lugar de Deus maldozamente, para que as pessoas não cheguem ao Pai a não ser por ele. E no que isso se difere da organização Torre de Vigia, uma vez que, a organização ensina que ela é o caminho, a verdade e ninguém chega-se ao Pai a não ser por ela? — Como pode ela se dizer cristã protestante, mas com alma católica? Se não é capaz de aceitar que  o caminho para chegar ao Pai não é um caminho que passa pelo clero, por um sistema  religioso, esse caminho passa pelo Salvador? "Por que ele entrando uma vez por todas no santo dos santos, nos deu livre acesso perfeito ao Pai, pelo qual nos achegamos ao Criador" do que através de um sacerdote que é figura da aliança passada. O processo religioso traz o sistema sacerdotal novamente com os nomes "pastores, bispos e presbíteros/anciões" No qual Paulo chama de sistema fraco e inútil, pois homens morrem, mas aquele que ressuscitou dentre os mortos é eterno. (Hebreus cap 7)
-Relação Criador criatura-

1.       O homem precisa estar filiado A TORRE DE VIGIA para se relacionar com Deus? Se a resposta for afirmativa, quando Cristo afirmou que a relação Criador criatura passa por uma instituição? — Como conciliar esse ensino de que Deus só se relaciona com menbros de uma organização religiosa com as passagens “Entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto” (Mateus 6:6)— “Um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos”. (Efésios 4:6 9) —“Nada poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus (Romanos 8:38-3) — “Deus não faz acepção de pessoas; Mas que lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo”. — Atos 10:34-35

2.       Em Hebreus 1:1 foi dito: “Há muito tempo Deus falou muitas vezes e de várias maneiras aos nossos antepassados por meio dos profetas”  E em Marcos 9:38-40  “E João lhe respondeu, dizendo: Mestre, vimos um que em teu nome expulsava demônios, e nós lho proibimos, porque não nos segue. Jesus, porém, disse: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim. Porque quem não é contra nós, é por nós.”—As passagens não deixam claro que, Deus se relaciona com quem ele quiser, aonde ele quiser e da forma que ele quiser, distribui dons a quem bem entender, ainda que não faça parte de grupo algum? Não deixa claro que Ele nunca foi, não é, nem nunca será propriedade de nenhuma doutrina, empresa, facção, instituição protestante criada por homens?

3.       Como é que uma religião sectária, que advoga que Jesus só confessa as pessoas que estão na organização, entendem essa passagem? "Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus." - Mateus 10:32.

-Mediador-

  1. O único canal de mediação entre Deus e o homem é uma organização humana ou é o filho de Deus? Se for uma organização religiosa, como conciliar essa visão a passagem: “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. “— 1 Timóteo 2:5
  1. De acordo com as escrituras, Jesus é a única arca de segurança em que devemos confiar para a vida eterna, porque não colocar a sua total confiança somente em Jesus? Para que a necessidade de um mediador (ídolo)? Pode uma instituição religiosa fundada por homens, tomar o lugar dele para si, como se fora o próprio?  —1 Tim 2:5-6; Hb. 8:1-2.
-Vida eterna-

  1. A quem devemos ir para obter vida eterna? — Devemos ir ao Cristo ou a organizações religiosas?. —  Se a resposta for a organizações religiosas, como conciliar essa visão a passagem:  “Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna”. — João 6:68
  1. Quando Cristo vinculou a salvação de Alguém a uma denominação? — Se a salvação está vinculada uma organização religiosa , como conciliar esse ensino, as palavras de Jesus que dizem: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16) —“Quem crê no Filho tem a vida eterna; já quem rejeita o Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele” (João 3:36) —“Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida”. (João 5:24) —“A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção” (Romanos 2:7)  —“Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas”. (Romanos 2:11) “crendo nele ‘todos’ receberão a vida”? —1 João 5:12
  1. Como podemos crer que apenas membros de uma organização religiosa, alcançarão a vida eterna, se foi dito que, “todos” que perseverarem em fazer o bem a alcançarão? (Rm 2:6-7; João 5:29) – Ele poderia ter dito, apenas os membros da “minha organização” Qual é a dificuldade em aceitar a palavra “todo”? – Além disso, essa visão tem sérios problemas em relação a todo o ensino de Jesus, por exemplo quando Jesus disse que o Reino é dos humildes, dos pacificadores, dos  misericordiosos e dos puros de coração? (Mateus 5:3; Mateus18:23-35 )  — Quando ele restringiu isso a um grupo?
  1. Se Cristo destruiu o monopólio do ‘deus’ reducionista institucional judaico, estendendo a salvação para além do templo, para além da religião, para todos os povos, por que então, voltar a monopolizar Deus? —1 João 2:2
-Méritos e deméritos-

  1. Existe algum justo e bom o suficiente aos olhos de Deus? —Se existe, por que Jesus teve que morrer? (Romanos cap 3)
  1. As escrituras declaram que, Jesus tomou sobre si o nosso pecado, a nossa culpa! (Isaías 53:4 ) — Toda a divida que tínhamos por não conseguir cumprir sua lei de maneira perfeita, de fato, está paga pelo sacrifício de Cristo. (Col 2:14 ) — Será que Jesus pagou por todos os nossos pecados, quando Ele morreu há dois mil anos atrás, ou ele pagou apenas por alguns deles?  Se Jesus pagou por todos os nossos pecados, quais são exatamente os pecados que eu cometer que ele não pagou e que me irão causar a perda da vida eterna?
  1. A organização Torre de Vigia, argumenta ainda, que Jesus levou apenas os pecados de Adão, e não os nossos pecados pessoais. Como conciliar essa visão, a passagem? 1 Pedro 2:24 "Ele mesmo levou os nossos pecados no seu próprio corpo, no madeiro, a fim de que acabássemos com os pecados e vivêssemos para a justiça. E "pelos seus vergões fostes sarados." —Que pecados, os de Adão, ou os nossos pessoais?  Ezequiel 18:4. "A alma que pecar--ela é que morrerá." —De acordo com a Bíblia, o que faz com que a alma morra? —O pecado certo? —O pecado de Adão, ou os nossos próprios pecados? "a alma que pecar--ela é que morrerá." Então os nossos pecados pessoais resultam em morte. — Não apenas você está sujeito à condenação à morte devido ao pecado Adâmico, mas está também debaixo de uma condenação à morte devido aos seus próprios pecados.
  1. A sociedade argumenta  que fé sem obras é morta e não salva, concordo, — porém a mensagem do evangelhoé : – “faça isso e serás salvo” ou, a mensagem do evangelho é : – "fui salvo pelo mérito de Cristo, e  por estar constrangido pela sua bondade, procuro viver a vontade de Deus, ainda que de maneira” imperfeita? – Rm 3: 1-24; Ef 2:8
-Adorar a Deus-

  1. De acordo com Jesus, adora-se a Deus na vida que se vive? —Ou em um evento com data e hora específica? — Caso seja em um evento, como foi que Jesus ensinou a adorar a Deus? Num local sagrado? Com ritual? Coro? Coral? Coreografias? Liturgias? Danças? Palmas? Salmos? Com passeatas religiosas? Como?
  1. Em João capítulo 4, lá notamos que existem 3 tipos de adoradores: — Samaritanos, adoram no monte. — Judeus, adoram no templo— E aqueles que adoram em espírito e em verdade. Jesus, separa um grupo, e esse grupo é diferente dos outros dois. Esses não adoram nem no templo, nem no monte, mas sim em espírito e em verdade. Será que pular, cantar, bater palmas, dançar no templo, são manifestações espirituais ou físicas? Você, tem participado de qual grupo? Judeus ali descritos, samaritanos ou o grupo que o salvador destaca?
  1. Jesus disse: "E quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos outros. Eu lhes asseguro que eles já receberam sua plena recompensa. Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará. E quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como fazem os pagãos. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos.” Mateus 6:5-7. — Quando você vai a um evento para adorar a Deus, você não está desobedecendo as orientações de Jesus? —Se Jesus ensinou justamente o inverso, ensinou a buscar o Pai em secreto, no aposento, sem barulho ao invés de buscá-lo nas sinagogas, cheio de barulho, com mãos levantadas, fazendo orações repetidas e mecânicas como os hipócritas?
-Comunhão-


  1. Para congregar, ter comunhão com Deus, e com os irmãos, precisamos fazer parte de organizações religiosas? Quando Cristo afirmou que as pessoas que estivessem fora dos telhados eclesiásticos estariam sem comunhão?
  1. Como pode alguém ensinar que não há comunhão fora da organização religiosa? — Jesus mentiu, quando  disse: “onde estiver dois ou mais ali estarei”  (Mt 18:20 )?  — Do período do último apóstolo até a fundação da organização, não havia comunhão? Não havia Cristãos? Jesus se equivocou ao dizer "Estarei convosco até a o fim dos tempos" (Mateus 28:20)? — Talvez o apóstolo tenha se enganado quando afirmou: “Mas de ‘todas’ as nações aceita ‘todo’ aquele que o teme e faz o que é justo” (Atos 10:35) — As passagens dizem claramente que os seguidores de Cristo sempre existiram, e sempre existirão, com ou sem a organização TORRE DE VIGIA.
  1. De acordo com a bíblia. A igreja é um templo? Uma denominação? Ou é gente, aqueles que estão seguindo a Jesus? -1Co 6.19; 1 Pe 2:5; Ef 2:20-2
  1. Os apóstolos se reuniam para dar suporte uns aos outros, compartilhar a palavra e estudar as escrituras, ou eles se reuniam para participar de culto, cerimônia religiosa? De acordo com Jesus, cultua-se a Deus na vida que se vive, ou em um local, com data e hora marcada? -Mateus 6:5; João 4:20
 -O Grupo-

  1. Se os discípulos de Jesus são tidos como exemplo, por que vemos uma discrepância tão grande entre o grupo de Jesus e o grupo do sistema? ─ O Grupo de Jesus construiu algum templo? Fundou alguma denominação? Procedeu com Hierarquias? Tinha líder religioso ministrando cerimônia solene no púlpito? Recolhia dízimos? Ensaiava Coral? Faziam coreografia? Procissões de adoração e dança? Estava sempre bem apresentados com suas vestes suntuosas para as reuniões? ─ Para Jesus, o maior dentre os homens era um Clérigo religioso bem vestido, no banco da instituição prestando culto, ou era só um  humilde, maltrapilho, excluído da sociedade, afastado das instituições e pobre? — Mateus 11:7 O grupo que está ai não se parece nada com o grupo de jesus, mas é idêntico ao grupo que matou a jesus. A qual grupo você pertence?
-O modelo é outro-

  1. Para que o templocentrismo? Se templo era um só, e este mesmo foi derrubado e abolido por Cristo? — Como conciliar a construção de templos na nova aliança, se o único templo autorizado por Deus a existir foi o templo de Salomão (e foi abolido)? “Salomão lhe edificou casa; Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens” (Atos 7:47-50)—“O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor do céu e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas”.( Atos 17:24,25)—“Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês?” (1 Coríntios 3:16)— “Cristo - Ministro do santuário, e do verdadeiro tabernáculo, o qual o Senhor fundou, e não o homem”. (Hebreus 8:2) —“Pois Cristo não entrou em  santuário feito por homens, uma simples  ((representação do verdadeiro))” (Hebreus 9:24) —“Ora, também a primeira aliança tinha ordenanças de culto divino, e um ((((santuário terrestre)))))” (Hebreus 9:1)—“Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito templo, ((não feito por mãos))”,( Hebreus 9:11)— “((Os Israelitas)) deles é a adoção de filhos; deles é a glória divina, as alianças, a concessão da lei, a  ((adoração no templo))” (Romanos 9:4)—“vocês não adorarão o Pai nem neste monte, nem em Jerusalém. [no templo]. - Mas em espírito e verdade”. (João 4:21)—“Você está vendo todas estas grandes construções?, Perguntou Jesus. "Aqui não ficará pedra sobre pedra; serão todas derrubadas". (Marcos 13:2)—“Destruí este santuário, e em três dias o reconstruirei - referindo-se a seu corpo” (João 2:19-21)— Naquele momento, o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo. A terra tremeu, e as rochas se partiram”. (Mateus 27:51)—Quando eu os enviei sem bolsa, saco de viagem ou sandálias, faltou-lhes alguma coisa? " "Nada", responderam eles. — Lucas 22:35
  1. Para que  o Congregacionalismo? Se onde estiver dois ou mais em seu nome ali ele estará? Em reuniões familiares não se congrega? —“Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles”. (Mateus 18:20)— “Saúdem os irmãos de Laodicéia, bem como Ninfa e a igreja que se reúne em sua casa” (Colossenses 4:15)—“Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um”. — Atos 2:44-45
  1. Para que Clericalismo? Se hoje, temos acesso as palavras de Jesus nas escrituras para nos instruir? —“Aprendei de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas”. (Mateus 11:29)—Ninguém mais ensinará ao seu próximo nem ao seu irmão, dizendo: ‘Conheça ao Senhor’ (Hebreus 8:10-11)— “Está escrito nos Profetas: ‘Todos serão ensinados por Deus’. Todos os que ouvem o Pai e dele aprendem vêm a mim”  (João 6:45) —“E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine” (1 João 2:27)— “Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva.”  (João 7:38)—“Não me conheceis a mim, nem a meu Pai; se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai”. —João 8:19
  1. Para que o pulpitocentrismo? Se podemos instruirmos uns aos outros? —“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema”. (Gálatas 1:8-9)—“Ele respondeu: "Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada pelas raízes. [lideres e instituições]” (Mateus 15:13)—Os  governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas. Entre vós não será assim. Mateus 20:25—“Vós, não queirais ser chamados Rabi [líder religioso], porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, e todos vós sois irmãos”.( Mateus 23:5-8)—“Eu vim em nome de meu Pai, e vocês não me aceitaram; mas, se outro vier em seu próprio nome [líderes], vocês o aceitarão”. —João 5:43-44
  1. Para que ritos, rituais, coro, corais coreografias, liturgias, danças, mandingas místicas religiosas, se Jesus ensinou relacionamento humano dia a dia, ao invés de religião, ritual e culto? — O Criador mentiu ao dizer que servir a Deus é servir ao próximo? —“Eu odeio e desprezo as suas festas religiosas; não suporto as suas assembléias solenes.” (Amós 5:21) —“Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber” (Mateus 25:42)—“Vocês negligenciam os mandamentos de Deus e se apegam às tradições dos homens". —Marcos 7:8
  1. Se Cristianismo é exercício de amor ao próximo, para que buscar placas e empresas especializadas para aprender algo tão simples? —“Se alguém se considera religioso, mas não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo. Sua religião não tem valor algum!” Tiago 1:26— “Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber” (Romanos 12:20-21)—“Suas orações e esmolas subiram como oferta memorial diante de Deus.” —Atos 1
    ______________________________________
CAPÍTULO IV
TEOLOGIA DA TORRE DE VIGIA

-Teologia dos nomes sagrados-

  1. Se é tão importante que as pessoas leiam o nome de Deus na Bíblia, a fim de ter uma relação “próxima” porque Jesus nunca usou o termo Jeová? — Porque os primitivos cristãos não tratavam  Deus pelo seu nome pessoal? — Existem mais de 5.000 manuscritos parciais e completos do Novo Testamento na sua língua Grega original,  e nem um único deles contém o nome divino.
  1. A Sociedade afirma que, visto que a Septuaginta Grega demonstra evidência de que o nome divino lhe foi retirado, o nome terá sido retirado das Escrituras Gregas Cristãs também, porém, Se as Escrituras Cristãs fossem adulteradas tal como a Septuaginta foi, nós veríamos evidência nesses manuscritos? Não apenas essa evidência está em falta nos manuscritos das Escrituras Cristãs que possuímos atualmente, mas falta também em todos os escritos dos Pais da Igreja apostólicos e pós-apostólicos. — Você sabia que os primitivos pais da igreja que viveram no tempo dos apóstolos, nunca usaram o nome divino quando citavam as Escrituras Hebraicas? —  Não acha que, se o nome divino fosse usado pelos escritores das Escrituras Cristãs, nós veríamos essa evidência nos escritos dos Pais da Igrejas que citavam tanto as Escrituras Hebraicas como Gregas?
  1. Se Jeová quer que nós usemos o Seu nome pessoal quando oramos, porque Jesus não o usou quando nos Ele deu a oração-modelo--em vez de dizer "Pai Nosso"? — Por que ele não disse, “Jeová Nosso”? —Qual é o problema em dizer Pai, como Jesus ensinou?
4.       “Santificado seja o vosso Nome” Muitos dizem que a bíblia menciona o termo “nome”  e se refere a o nome sagrado de Deus,  sendo assim, como explicar a passagem em que Jesus disse: “Pai dei lhes a conhecer o teu nome” João 17:6? — Se os judeus estavam carecas de conhecer o nome sagrado do Pai? — A que nome Jesus se referia? — Nesse e em tantos outros textos, vemos que quando se fala em ‘nome’ a bíblia se refere a pessoa por detrás  dele, e não a um nome sagrado.

  1. O termo Haleluyah em hebraico significa seja louvado o nome de Yah, Não halelu-Jeová — Se é tão importante pronunciar o NOME SAGRADO DE DEUS YHWH — Por que não pronunciar o “santo nome de Deus’  como se pronuncia em Israel? —Como os Israelitas pronunciam hoje? Não seria o correto? Do hebraico original ao invés do idioma traduzido considerado pelos hebreus como ‘pagão’? —Os hebraicistas dizem que Jeová é uma transliteração impossível, porque no hebraico não existe a letra jota “J”, uma pronuncia aceitável seria Yahweh, mas Jeová, não é questão de pronuncia é outro nome, é um nome inventado. Os  Israelitas que falam hebraico fluentemente, dão boas gargalhadas desse nome. —Abra a bíblia e prove quando é que Deus disse que deveríamos pronunciar seu nome traduzido ao invés do original?
  1. O nome original do Criador YHWH é impronunciável, sabemos apenas o inicio [YAH] se ele mesmo ocultou seu nome, quem é o homem para tentar desobedecer?  Se o uso do nome é tão importante como eles dizem, Deus teria garantido que o nome não fosse removido das Escrituras Sagradas, não concorda?

-Pregação sistemática Profissional de porta a porta-

  1. Se o ministério de porta em porta das Testemunhas de Jeová é o único modo correto de pregar a mensagem do Reino, vamos nós argumentar que o Apóstolo Paulo não esteve envolvido no trabalho de pregação, porque ele não bateu às portas dessas cidades? — Os discípulos iam de cidade em cidade, e se hospedavam nas casas, mas não batiam de porta em porta. Muitos grupos levam sua mensagem de porta em porta através de transmissões de rádio e panfletos distribuídos em locais públicos, o importante não é como se anuncia o reino, mas sim, que se anuncie, caso discorde, quando foi que Jesus disse que a forma como se anuncia o reino seria mais importante do que anunciar o reino?
  1. Os discípulos viajavam de cidade em cidade, e se hospedavam na casa das pessoas, (Mat. 10:11-14; Lucas 10:1-12)  O contexto é claro, os discípulos não faziam pregações porta a porta.  ─ Quantas vezes Cristo ou Paulo bateram na porta dos outros para fazer pregações sistematizadas?
  1. Os discípulos se reuniam em casa (Atos 5:42, Atos 20:20), mas,  por que misteriosamente na tradução dos que defendem tal prática, aparece o termo de “casa em casa”, como se eles batessem  de porta em porta por quê? ─ De qualquer forma, ainda que essa tradução seja correta,  o contexto não está, o contexto fala, de hospedagem e alojamento, nas cidades que os discípulos visitavam, estavam de casa em casa no sentido de se hospedar, definitivamente o contexto não fala de  pregação profissional de porta em porta. Qualquer tentativa de forçar o contexto para se adequar as práticas Tj, não seria distorção bíblica?
  1. Dizem que é o mandamento essencial para o Reino, e apenas eles fazem isso: "Chamando os Doze para junto de si, enviou-os de dois em dois e deu-lhes autoridade sobre os espíritos imundos"( Marcos 6:7). Pois bem, raciocine, quando Jesus mandou as pessoas irem de dois em dois anunciar a boa nova do evangelho, devemos sempre observar a situação histórica do enredo. Em todas as situações. Jesus deu essa missão, a pessoas específicas (Marcos 6:7) gramaticalmente pelo contexto isso é evidente, tanto é que essas pessoas para quem Jesus deu este mandamento, teriam autoridade sobre espíritos imundos, (Marcos 6:13) pegariam em serpentes, veneno mortal não os atingiria, e curariam doentes, (Marcos 16:18) —Acaso alguma Tj tem autoridade sobre espíritos imundos? ─ O mandamento é cumprido pela metade?
  1. Não acha que esse mandamento é tão contextual, específico e inerente a circunstâncias históricas quanto a guarda do sábado. No todo das escrituras, acaso Jesus não deixava claro que o importante não era o meio e sim o fim? — Acaso a finalidade não era anunciar a palavra não importa como nem onde? — Acaso ele entrava e saia das sinagogas (Mateus 13:54, Marcos 1:21, Lucas 4:16), ensinava nos montes (Mateus 5 e 7), nas clareiras dos bosques (Mateus 26:36)? —Saindo de versos subjetivos e passando para o contexto,  vemos que anunciar a sua palavra não tem nada a ver com algo profissional, mecânico com horário específico, não, mil vezes não, anunciar sua palavra é em qualquer lugar, para qualquer um que queira e necessite (2 Timóteo 4:2). Não está claro? — A pregação sistemática que elas realizam de porta em porta, nada mais  é que serviços em prol da organização Torre de Vigia, para a sobrevivência da instituição. Não é óbvio?
-“Vocês são minhas testemunhas", Isaías 43:10 -


  1. "Vocês são minhas testemunhas", (Isaías 43:10) Dizem que são as próprias. Essa ideia é tão absurda quanto dizer que qualquer grupo que se nomeie "Igreja de Cristo" ou a "Igreja de Deus" tem necessariamente que ser o que este nome quer dizer, excluindo todos os outro. Medite: — Testemunhas de Jeová é um nome bíblico? Sim, Congregação Cristã também, Bereanos também, testemunhas de Yeshua também, mais de 20 mil denominações protestantes também e dai? A maioria das religiões tem nome bíblico. — Qual é a lógica? Uma instituição tem nome bíblico logo é fundada por Deus? —Encaremos o óbvio, um homem, após ler a bíblia se sentiu iluminado e fundou sua corporação, colocou um nome bíblico nela, agora acha que é representante de Deus na terra. Não está claro? —Nomes bíblicos na instituição é só mais uma mecânica para sugestão psicológica, com o objetivo de promover a idéia de que as uma organização – e somente ela – são as protagonistas atuais da história dos servos de Deus na terra, excluindo-se todos os demais grupos e indivíduos que também advogam o cristianismo?
  1. Dizem que os profetas antigos tal como Elias, Eliseu, Jonas, João Batista, eram Testemunhas de Jeová. Ah é? Que tipo de Testemunha de Jeová são essas que estavam afastados das organizações? Que não frequentam salão do reino? Que não saiam de dois em dois? Que não estavam sujeitos ao Corpo Governante? Que nunca estiveram com suas vestes suntuosas na reunião, participando de culto? Que sempre estiveram afastados da esfera religiosa, do sistema clerical, preferindo estar sempre, em meio aos humildes?
-Transfusão de sangue-



  1. Na época de Jesus os fariseus reprimiam e se irritavam com Jesus que estava transgredindo a “Lei de Deus”, curando as pessoas no sábado. —Não estariam as Testemunhas de Jeová agindo como os fariseus, (reprimindo quando alguém tenta usar o sangue para salvar a vida de outra pessoa.) tornando relativo a vida humana por uma Lei de dieta alimentar?
  1. Levítico 7:26,27 é  freqüentemente citado para apoiar a proibição da Sociedade Torre de Vigia a transfusões de sangue, porém, a escritura se refere a regulamentos dietéticos, a gramática é clara, e não o uso de sangue para fins medicinais,  qualquer tentativa de ler estes versos como uma legislação profética sobre procedimentos médicos modernos não estaria ignorando e desrespeitando totalmente o contexto da passagem?
  1. Já que a organização quer seguir as dietas levíticas, em Levítico 3:17 que diz "... não deveis comer nenhuma gordura nem sangue algum " (Tradução do Novo Mun­do). Então porque os líde­res da Torre de Vigia ordenam que ela recuse transfusão de sangue, mas permitem que coma gordura?
  1. A sociedade também cita Atos 15:29,  referente a ingestão de sangue de animais sufocados, para sustentar a proibição de transfusão de sangue. Como conciliar o contexto da ingestão de sangue, onde o sangue é transformado, ao da transfusão de sangue, onde ele se torna um órgão, uma extensão do corpo ao invés de ser transformado e digerido?
  1. Quanto a proibição de ingestão de sangue: Atos 15:29. Visto que a Sociedade Torre de Vigia concorda que o sangue é um tecido do corpo, não está basicamente admitindo que a transfusão de sangue é mais uma situação de transplante, do que é comer sangue como nutrição? Se o armazenamento de sangue é realmente contra a lei de Deus, Levítico 17:13,porque a Sociedade Torre de Vigia não condena o seu uso para transfusões e injeções de componentes do sangue? Despertai! de 22 de Agosto de 1999, página 31. - E que dizer da lei de Deus de “abster-se de…sangue”? Uma fração de sangue ainda é uma substância do sangue, não é? Em que é diferente a transfusão de uma fração do sangue de uma de todo o sangue?
  1. Enquanto que a Bíblia é clara acerca de evitar-se o uso digestivo do sangue para a nutrição, em que lugar a Bíblia condena o tratamento médico por transfusão para repôr o suprimento de sangue num ser humano vivo?
-Natal e festas pagas-

  1. Quanto a comemoração de festas pagas como o natal, as Testemunhas de Jeová têm damas de honra usam véu de noiva, e trocam alianças durante as suas cerimónias de casamento? — Você sabia que muitos desses costumes originam-se de crenças e rituais pagãos? - The World Book Encyclopedia, The Encyclopedia Americana
  1. Sobre o fato das coisas poderem ter origem “pagã”, o espírito do que Paulo declara é o seguinte: — Acerca de algo muito mais sério — que é a comida sacrificada aos ídolos, ou até mesmo comida de um despacho na esquina, foi dito que “TODAS AS COISAS FORAM PURIFICADAS EM CRISTO” FOI O QUE PAULO DISSE SOBRE OS IDOLOS! E em Colossenses 2:16-17, a Bíblia declara: “Portanto, ninguém vos julgue…por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo..”
  1. Quantas pessoas hoje sabem sequer da origem pagã do Natal, Páscoa, e celebrações de aniversários natalícios—muito menos acreditando que estão a adorar deuses pagãos por se envolverem nessas atividades?  Você não acha que estes costumes já perderam o seu significado pagão? — Que deveriam ser avaliados à luz do tempo e do lugar onde nós “agora” vivemos? —Um símbolo religioso pagão pode perder sua conotação religiosa. —Portanto, o cristão precisa estar primariamente preocupado com o quê? —Não com que certo símbolo ou formato tenha possivelmente significado há milhares de anos atrás, mas o que significa atualmente para a maioria das pessoas de onde ele vive concorda?
  1. Cobras, cruzes, estrelas, aves, flores ,há um número quase que infindável de estilos e símbolos que, em certo tempo, estiveram ligados à adoração idólatra, só porque os idólatras, em algum tempo ou lugar, talvez usassem algum estilo, isso não significa, automaticamente, que os cristãos verdadeiros têm de evitá-lo – (Despertai! de 22 de Dezembro de 1976)– Não acha que festas e símbolos pagãos,  já tenham perdido a sua conotação religiosa pagã?
-Aniversário-

  1. A sociedade proíbe a comemoração de aniversário, para tal, usa o argumento de que, o simples fato do Faraó ter matado o padeiro no seu aniversário (Gênesis 40:20 22) e Herodes ter matado João Batista em seu aniversário. (Marcos 6:27) logo, festas de aniversário não devem ser vistas com bons olhos. — Seguindo este raciocínio infantil, vamos chegar a conclusão que mentir é uma coisa boa. Sim, porque Abraãoo que era uma pessoa boa, mentiu para Abimeleque dizendo que Sara não era sua esposa, mas era sua irmã Genesis 20:2.  Jezabel era uma pessoa má, portanto pintar os olhos é uma coisa má. E sendo assim  algo que os cristãos devem evitar? 2 Reis 9:30.Vemos em 1 Samuel 18:7 que as mulheres louvavam Davi por matar muitas pessoas. Davi era o escolhido de Deus e era uma pessoa boa, logo matar, bom! Portanto o raciocínio é infantil, medieval e fundamentalista. É essa a lógica? — O Faraó e o rei Herodes eram juízes arbitrários e homens violentos; tais monarcas eram acostumados a executar as pessoas em qualquer ocasião e não apenas durante a celebração de seus aniversários. O fato de uma pessoa boa ou má fazer determinada coisa, não significa que esse gesto em si seja bom ou mau, por causa da pessoa que o fez.
-Cruz ou estaca-

  1. Sobre a morte na estaca de tortura,  Se Jesus foi pregado numa estaca de tortura sem nenhuma peça transversal, como a Sociedade argumenta, quantos pregos teriam que ter sido fixados nas suas mãos? na página 7 da brochura O Que Deus Requer de Nós?, há apenas um prego a atravessar as suas mãos. Em João  20:25 indica que havia mais do que um prego fixado nas suas mãos. Em João 25:18-19 se Jesus morreu numa estaca de tortura com as Suas mãos puxadas para cima sobre a sua cabeça, como a Torre de Vigia ilustra .como pode a Bíblia dizer que as mãos de Pedro estavam estendidas quando ele morreu, se a cruz não era usada no tempo de Jesus? Em Mateus 27:37, a Bíblia diz que a tabuleta, fornecendo a acusação contra Jesus, estava posta por cima da Sua cabeça, e não por cima das Suas mãos, como a gravura da Torre de Vigia retrata. Porque a Sociedade argumenta que não existe nenhuma evidência na Bíblia para uma peça transversal ter sido ligada à estaca de tortura, quando a Bíblia e a evidência histórica revelam claramente o oposto?
  1. O livro The Crucifixion of Jesus declara que “descrições detalhadas” da crucificação podem ser encontradas na literatura dos tempos Romanos antigos. —Nesta literatura,Como pode a Sociedade argumentar que a estaca de tortura de Jesus não tinha uma barra transversal, quando a evidência histórica da literatura daquele tempo, descreve as barras transversais como sendo usadas na crucificação?
-Neutralidade Política-

  1. A Bíblia diz  que os Cristãos “não devem fazer parte do mundo.” Por isso, as Testemunhas de Jeová afirmam que os Cristãos “não se envolvem nos assuntos políticos, nem nas controvérsias sociais do mundo.”, no entanto, a Bíblia diz em Romanos 13:1-2 que as autoridades governamentais são “o arranjo de Deus” e que elas “acham-se colocadas por Deus nas suas posições…” Se os governos humanos são o “arranjo” de Deus, tal como a Bíblia ensina, como pode ser errado para os Cristãos tomar parte no arranjo de Deus para manter a lei e a ordem?
  1. As Testemunhas de Jeová afirmam que Satanás é senhor do mundo por isso os cristãos não devem fazer parte do mundo. (1 João 2:15) “mas em que sentido um cristão não deve ser participante do mundo? No sentido que o apóstolo João atribuiu ao mundo "Cobiça ao materialismo, as posses, aos desejos, a maldade" não é pecado uma sociedade querer se organizar de modo que as pessoas possam estabelecer condições básicas que propiciem uma sobrevivência digna nessa terra. Que mal há? Assim, Se Deus fosse contra a organização da sociedade, seria contra o Rei Davi, Rei Salomão e todos os reis que são políticos, também Paulo não teria dito em Romanos que as "autoridades políticas são instituídas por Deus"
  1. Se o envolvimento político no “arranjo” de Deus das autoridades governamentais. é uma violação da integridade a Deus, porque Jesus louvou o oficial do exército pela sua “grande fé” em Mateus 8:5-13—em vez de o corrigir pela sua posição política? E o que dizer de Cornélio que era um “oficial do exército do chamado destacamento italiano”. em Cesaréia? Porque a Bíblia relata que ele era um “homem devoto e que temia a Deus.… homem justo,” quando não existe nenhuma indicação de que ele alguma vez desistiu da sua posição de autoridade no governo?
  1. Deus encarregou os pais de serem responsáveis por instilar valores morais Cristãos nos seus filhos, Jesus disse que os Cristãos devem ser o “sal” e a “luz” do seu mundo. Como podem eles ser o “sal” e a “luz” em todos os aspetos do mundo se existem certos níveis da sociedade que os cristãos se recusam a influenciar? Por exemplo, o que aconteceria a uma nação se os cidadãos que fossem retos e que tinham moral nos seus pontos de vista, decidissem todos ao mesmo tempo abster-se da política? Devido à sua abstinência da política, não seriam eles basicamente os responsáveis por permitir que os indivíduos iníquos, imorais, e injustos dessa nação tomassem o controlo do país? Visto que Deus encarrega os Cristãos de serem responsáveis por influenciar todos os aspetos do mundo—não apenas as áreas não-políticas do mundo—como pode a “neutralidade” de se abster das eleições políticas não ser um voto para o mal?
  1. Supondo que haja uma nação onde só existe Tj (assim como os puritanos fugidos da inquisição para América, sim os primeiros cristãos que começaram uma sociedade do zero com base apenas na bíblia), como organizarão sua sociedade? Ainda que eles usem a bíblia para organizar a suas sociedade, isso não seria classificado como política? E se não se organizarem, quando começarem os crimes, o que farão?
- 144 mil –

  1. As testemunhas de Jeová afirmam que somente 144 mil pessoas vão para o céu, e que as promessas do Novo Pacto se restringem a elas “Os membros da grande multidão não participam neste novo pacto.”  (A Sentinela, 1 de Fevereiro, 1998, pág. 19.) —  Embora a Bíblia fale de um grupo de 144.000 pessoas, onde é que está escrito que somente esse grupo irá estar no Céu? Onde é que está escrito  que as promessas feitas aos Cristãos por meio do Novo Pacto se aplicam apenas a 144.000 pessoas? — Como conciliar essa visão as passagens: “Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim; porquanto também por ele é o amém para glória de Deus, por nosso intermédio.” 2 Coríntios 1:20 “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome.” —João 1:12
  1. Em Revelação 7:2-4 afirma que os 144.000 são ‘selados’ na terra durante a “grande tribulação” (ver versículos 1-4, 14). — Como podem as Testemunhas de Jeová acreditarem que Deus começou a ‘selar os cristãos fiéis’ para ser parte deste grupo ‘desde os dias dos apóstolos’ (O Que A Bíblia Realmente Ensina?, págs. 77-79, 85 ), se este grupo é suposto ser “selado” na terra durante a ‘grande tribulação’?
  1. De acordo com a bíblia: —144 mil são os martirizados, 144 são os eunucos, 144 mil são aqueles que nunca se contaminaram "com mulheres" (idolos) referente aos gentios (Revelação 14:1-5) —a outra referencia é sobre a 144 mil são os da tribo de Israel. (Revelação 7:4) —Porém,  não há sentido para que os 144 mil da grande tribulação, sejam outros além dos Israelitas. —A própria profecia de Cristo em Mateus 24, fala da Grande Tribulação, não faz sentido a menos que seja lida em um contexto judaico. — Que sentido faria  Jesus dizer para os que estiverem na Judéia que fujam para os montes? O que os cristãos estariam fazendo na Judéia? E por que orar para que sua fuga não ocorra no sábado? Por que estaria os Cristãos  guardando o sábado e as restrições de distância?
  1. Revelação 7:9,15 diz: "Depois destas coisas olhei, e vi uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e perante o Cordeiro” —A Bíblia se refere a esse grupo como uma "multidão inumerável" Mas onde está essa multidão? —Em Revelação 19:1 a 'grande multidão' está  no céu e não na terra. Como pode então essa “grande multidão INCONTÁVEL” de gentios que está no céu,  se referir aos 144 mil, um número contável?
-Filhos de Deus -

  1. É a Adoção Espiritual apenas para 144.000 Pessoas? Se as testemunhas de Jeová dizem que não podem ser adotadas como um dos filhos de Deus,  então, como pode ser conduzida pelo Espírito de Deus? —Em Gálatas 4:4-6: “Mas, quando chegou o pleno limite do tempo, Deus enviou o seu Filho…para que nós…recebêssemos a adoção como filhos. Ora, visto que sois filhos, Deus enviou o espírito do seu Filho aos nossos corações, e ele clama, Aba! Pai!”. Romanos 8:14 diz que “todos os que são conduzidos pelo espírito de Deus, estes são filhos de Deus.” — Não está este texto a dizer que nós devemos ser adotados antes que possamos ter o Espírito Santo operando nas nossas vidas?  — Onde diz na Bíblia que você pode ter o Espírito de Deus sem ser pela adoção?
  1. Se nós não podemos ter o Espírito de Deus, como podemos agradar a Deus? Vamos ler Romanos 8:8-9 na sua Bíblia—A Tradução do novo Mundo: “De modo que os que estão em harmonia com a carne não podem agradar a Deus. No entanto, vós estais em harmonia, não com a carne, mas com o espírito, se o espírito de Deus verdadeiramente morar em vós. Mas, se alguém não tiver o espírito de Cristo, este não pertence a ele.” — Não está este texto a dizer que estamos em “harmonia com a carne” e “não podemos agradar a Deus” se não tivermos o Espírito Santo de Deus? 
-Miguel é Jesus-

  1. Colossenses  1.16,  discorrendo  sobre  Jesus,  ensina:  “Tudo  foi  criado por meio  dele  e para ele”. As Tjs,  sustentam que Jesus foi o arcanjo Miguel, na criação. Pode um anjo criar  todas  as  coisas  para  si mesmo? — Como explicar  isso,    que  o Deus Todo-Poderoso criou todas as coisas para seu próprio prazer, conforme Apocalipse 4.11?
  1. Considerando o ensino de que dobrar os joelhos prostrado aos anjos é pecado, se Jesus é apenas o anjo Miguel, como explicar que Deus todo poderoso mande que “para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra” (Filipenses 2:10)? “Pois a qual dos anjos Deus alguma vez disse: "Tu és meu Filho; eu hoje te gerei"? E outra vez: "Eu serei seu Pai, e ele será meu Filho"? — Hebreus 1:5
  1. Quando Jesus esteve na terra, as pessoas oravam diretamente ao Pai, mas assim que Jesus foi para o céu, acaso não ocorreu uma mudança no arranjo de Deus? João 14:14, traduzido do grego interlinear diz: “Se sempre algo vocês pedirem me em o nome de mim isto eu farei.” O “me pedirdes” está no texto Grego do versículo, mas é deixado de fora na  Tradução do Novo Mundo  da Sociedade Torre de Vigia. — Pergunto-me porquê? Repare que nesta passagem, Jesus não só encoraja os Seus seguidores a orarem diretamente a Ele, mas Ele é quem responde às orações.
-Espírito Santo-



  1. O magistério da Torre de Vigia afirma que o Espírito Santo é uma força ativa, porém pode uma força ativa ter atributos pessoais? —  Pode uma força ativa ter vontade própria?  (I Co. 12:11) — Sentir ciúmes?  (Tg. 4:4,5) — Entristecer-se?  (Efésios 4:30) — Ter gemidos inexprimíveis?  (Rm. 8:26,27) — Pensar de maneira livre? (Rm. 8:27) — Falar? (Atos 8:29; Atos 10:19,20; Atos 13:2) — Ensinar? (I Coríntios 2:11) — Será que alguém consegue entristecer o vento oriental? Despertar ciúmes no fogo? Produzir paixão nas águas? Irritar a força da gravidade?

-Trindade-


  1. A Sociedade Torre de Vigia das Testemunhas de Jeová, cita várias fontes que dizem que a doutrina da Trindade é de origem pagã. Porém, onde a Sociedade obteve esta informação? — Por exemplo, na página 11 do brochura (Deve-se Crer na Trindade?), diz: "O historiador Will Durant observou: "O cristianismo não destruiu o paganismo; ele o adotou. Do Egito vieram as idéias de uma trindade divina." — Contudo, quem é Will Durant?
  1. Na brochura (Deve-se Crer na Trindade?) Existe citações de Will Durant do seu livro The Story of Civilization: Part III, Caesar and Christ., para sustentar o ponto de vista de que a trindade é pagã, porém, é chocante o que ele disse logo antes de fazer esta afirmação. Na página 595 é dito: "Parece incrível que o Apocalipse e Quarto Evangelho devam ter vindo da mesma origem. O Apocalipse é poesia Judaica, o Quarto Evangelho é filosofia Grega." — Acaso não está Durant a dizer que a Bíblia vem do paganismo e o Cristianismo tornou-se pagão porque os escritores Bíblicos são pagãos?
  1. A Sociedade citou ainda Siegfried Morenz como dizendo que a doutrina da Trindade é derivada da falsa religião egípcia, porém, nas páginas 251-254 do seu livro Egyptian Religion (Religião Egípcia) é delcarado: "...a doutrina da criação pela palavra ...foi um dos principais elementos da cosmogonia Egípcia....Menos importante, mas mais claramente compreensível, é a influência da crónica da corte Egípcia na forma literária dos Israelitas da crónica de Davi e Salomão....a famosa lista de pedidos pelo Príncipe da Paz, de Isaías....é derivado provavelmente a partir dos títulos honoríficos do rei Egípcio....Outras passagens podem, contudo, ser declaradas de inspiração Egípcia: por exemplo, a Egípcia...lista do conhecimento, que foi a base dos provérbios que o rei Salomão falou." — Sim, o historiador citado pela Torre de Vigia está fazendo quase tudo na Bíblia ser de origem pagã. Então porque acredita que nas suas declarações de que a doutrina da Trindade vem do paganismo?— Afinal de contas, por rejeitar a sua visão de que o conceito de que "Deus é um" provém da religião Egípcia, você está tirando a base para o seu argumento com respeito à Trindade. — Ou aceita o seu ensino, de que estes conceitos Bíblicos vêm do paganismo e assim acredita que a Bíblia é a fonte do paganismo no Cristianismo, ou rejeita todos os seus argumentos. —Como vai ser?
  1. A questão não é se a trindade é um ensino correto para o cristianismo ou não. A questão é: Visto que a Sociedade Torre de Vigia está citando estas fontes como apoio do seus argumentos, o que isto diz isso sobre a sua doutrina e literatura? — Quando eles têm de recorrer a livros que ensinam que a Bíblia é a fonte do paganismo, de modo a provar os seus pontos de vista, como podemos confiar na sua literatura relativamente ao alegado paganismo no Cristianismo?
  1. É dito em Isaías 6 1-9,10: “No ano em que o rei Uzias morreu, eu vi o Senhor assentado num trono alto e exaltado, e a aba de sua veste enchia o templo”. Verso 9: "Vá, e diga a este povo: "Estejam sempre ouvindo, mas nunca entendam; estejam sempre vendo, e jamais percebam”. Verso 10 “Torne insensível o coração desse povo; torne surdos os ouvidos dele e feche os seus olhos.” Que eles não vejam com os olhos, não ouçam com os ouvidos, e não entendam com o coração, para que não se convertam e sejam curados".─ Embora Isaías tivesse afirmado ver a Jeová, por que é que João aplicou as palavras de Isaías 6:9,10 a Jesus? ─ João 12:41 “Isaías disse isso porque viu a glória de Jesus e falou sobre ele”. E por que é que em Atos 28:25-27 as mesmas palavras de Isaías 6:9,10 são aplicadas ao Espírito Santo? ─Atos 28:25-27 “Discordaram entre si mesmos e começaram a ir embora, depois de Paulo ter feito esta declaração final: "Bem que o Espírito Santo falou aos seus antepassados, por meio do profeta Isaías: ‘Vá a este povo e diga: "Ainda que estejam sempre ouvindo, vocês nunca entenderão; ainda que estejam sempre vendo, jamais perceberão". ─ E agora, quem foi que Isaías viu, a Jeová, a Jesus ou ao Espírito Santo?
-Divindade de Jesus-

  1. É claro que Jesus deixa claro que ele é uma pessoa e Jeová é outra pessoa, ninguém discorda disso, mas será que os dois são Deus? —Como você concilia o discurso de Jeová em Dt 32.39, “e mais nenhum Deus há além de mim”  e  o  discurso  em  Is  45.5,  “Eu  sou  o  Senhor,  e  não    outro”,  com  o  ensino  de que Jeová é Deus e Jesus é um Deus além dele? (veja Jo 1.1 [um Deus] na Bíblia Tradução do Novo Mundo).
  1. Em Isaías 44:24. “Eu, Jeová, faço tudo, estendendo os céus por mim mesmo, estirando a terra. Quem estava comigo?” — Se Jeová criou Jesus e Jesus criou tudo o resto, tal como a Torre de Vigia ensina, como pode Jeová dizer que Ele criou "tudo" por Ele mesmo e que ninguém "estava com Ele"?
  1. João 1:3 diz acerca de Cristo: "Todas as coisas vieram à existência por intermédio dele, e à parte dele nem mesmo uma só coisa veio à existência." — Como pode Jesus ser parte da criação feita por Jeová, se ninguém estava com Jeová-Jesus quando criou o universo sozinho?
  1. Se existe somente um Deus poderoso, e Pai eterno, logo, Jesus não é o Deus poderoso nem Pai eterno certo? — Como conciliar essa visão com a passagem profética do nascimento de Jesus em Isaías 9:6Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz”? — Seria Jesus um falso deus?
  1. A Sociedade Torre de Vigia argumenta que deus é título e não nome, satanás também é chamado deus. ─Porém, o fato de satanás ser chamado de "um deus", de fato faz dele um? ─ Não seria ele, chamado de deus, porque as pessoas e ele próprio o consideram como tal? ─ Basta olhar para 1 Coríntios 8:5-6: "Pois, embora haja os que se chamem "deuses", quer no céu, quer na terra, assim como há muitos "deuses" e muitos "senhores para nós há realmente um só Deus, o Pai...e há um só Senhor, Jesus Cristo...."─ Chamar a satanás de "deus" dificilmente faz dele um "deus" real, não acha? ─ Não tem como, só há um Deus, se Jesus é chamado de Deus, pela própria escritura, ou ele de fato é o verdadeiro, ou então é o falso como satanás, ou será que a bíblia é contraditória?
  1. A Sociedade Torre de Vigia argumenta que Jesus é um ser Criado por Jeová, baseado na passagem: Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, Colossenses 1:15, — Porém diversos tradutores afirmam que a palavra grega usada nesse texto (πρωτοτοκοϲ), é muitas vezes usada nas Escrituras como significando "causa" ou "origem" de algo tal como a tradução  de New American Standard Bible tem uma nota de rodapé no versículo 15, que diz: “Não é dito de Cristo que Ele foi ktistheis, "criado," de [a palavra Grega] ktizo "criar,"....Nós nunca encontramos este verbo ktizo referindo se a Jesus Cristo como tendo sido criado." Se Jesus foi criado, tal como a Sociedade Torre de Vigia ensina, e não somente o "primogénito" no sentido da Sua primazia sobre a criação, porque não usou o apóstolo Paulo a palavra que teria claramente transmitido essa ideia de criação? — O mesmo se dá em Provérbios 8:22 Se Deus teve que "produzir" ou "criar" sabedoria, significa isso que houve uma altura no tempo em que Ele não teve sabedoria--isto é--até Ele a ter criado! Como poderia Deus alguma vez ter estado sem sabedoria? Isso não faz qualquer sentido! — Todos os versículos que a Sociedade fornece para tentar provar que Jesus é criado, nenhum deles fica de pé depois de examinado.
  1. Se em  Isaías  40.3  o  caminho  está  sendo  preparado  para  “nosso Deus”,  — por  que Marcos aplica  essa  passagem  a  Jesus?  ─ João Batista não  estava  preparando o  caminho para  Jesus? — Como pode Jesus ser esse “Deus”, se há apenas um Deus?
  1. Como conciliar o ensino de que devemos honrar apenas ao Pai, com a passagem em que Jesus ensina que devemos  honrar o filho da mesma forma como honramos o Pai? (João 5:22-23) ─Como pode ser a vontade do Pai “que todos honrem o Filho, como honram o Pai” (Jo 5.23), se Deus afirma em Isaías 48.11 que Ele não dará sua glória a ninguém”?
  1. A Sociedade Torre de Vigia argumenta que Jesus não  compartilha a glória de Jeová e não deve ser adorado, baseado na passagem de Isaías 42:8 "Eu sou Jeová. Este é meu nome; e a minha própria glória não darei a outrem....". ─  Porém, existe uma passagem em João 17:5 onde Jesus afirma: "De modo que agora, Pai, glorifica-me junto de ti com a glória que eu tive junto de ti antes de haver o mundo." ─  Não só vemos o Pai compartilhar a Sua glória com o Filho; mas em Revelação, lemos que Jesus é honrado com cânticos e adorado junto com o Pai, veja em Revelação 5:11-14 "...Ao que está sentado no trono e ao Cordeiro seja a bênção, e a honra, e a glória, e o poderio para todo o sempre." E as quatro criaturas viventes diziam: "Amém!" e os anciãos prostraram-se e adoraram.”
  1. “O pai é maior do que eu” Mas em que sentido? ─ Será que Jesus é um deus menor, ou ele se fez menor em forma de homem? ─ Caso seja a primeira opção, “há um só Deus”, como pode haver outro? ─A segunda opção não estaria muito mais amparada pelas escrituras? — Como homem, ele estava em uma posição inferior. Ele "... foi feito um pouco menor que os anjos..." (Hebreus 2:9). Em Filipenses 2:5-8, é dito que Jesus "...esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens...", "Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade," — Colossenses 2:9
  1. A Sociedade Torre de Vigia argumenta que, como poderia Jesus não ser inferior a Jeová, se ele estava sujeito a sua vontade? ─ A resposta é simples, em uma família onde o Pai é o chefe de casa, a esposa e filhos estão sujeito a suas regras,  porém, o fato do  pai estar numa posição maior de autoridade o seu filho, prova que o filho dele era inferior a ele? ─ Ele é menos humano que o seu pai, porque ele obedeceu às regras do seu pai? ─ Claro que não: Então, porque a Torre de Vigia argumenta que Jesus como Filho de Deus é inferior ao Pai simplesmente porque Ele "está sujeito a Deus" e obedece às Suas regras? Estar numa maior posição de autoridade, não faz uma pessoa inerentemente melhor que outra, pois não? Em Lucas 2:51, a Bíblia diz que Jesus estava sujeito a Maria e José. Significa isso que Ele era inferior a eles?
  1. A Sociedade Torre de Vigia argumenta que Como pode Jesus ser Deus quando ele disse que o seu Pai é o "único Deus verdadeiro? ─ Porém, se em João 17:3 Cristo estivesse dizendo que o Pai é “o único Deus verdadeiro” em comparação com Ele mesmo, teríamos de supor que Cristo é um deus falso,  depondo contra si mesmo, uma vez que foi dito que Ele é Deus (Jo 1:1-3; Rm 9:5).
  1. A Sociedade Torre de Vigia argumenta que a Bíblia diz, "Deus é Espírito" e "Nenhum humano jamais viu a Deus"─ Porém, leia a parte final deste versículo aqui em João 1:18: "Nunca ninguém viu a Deus. Só o Deus único, que está no seio do Pai, o deu a conhecer." Quem é esse "Deus único” que está no seio do Pai e quem tem revelado o Pai a nós?
 ______________________________________


PORTANTO: As instituições podem ser até um instrumento pedagógico para encaminhar as pessoas a palavra, a Cristo, porém, não um FIM EM SI MESMA, como faz a TORRE. Não um destino, não é essencial e nem salva ninguém. A fé de um Cristão é fundamentada em Cristo e não em homens. Não existe instituição religiosa divinamente selecionada, nunca existiu e nunca existirá, não existe infalibilidade de magistério humanos. Isso tudo é história da carochinha, e o povo cai como um patinho. A Torre de Vigia é uma simples produção humana, como outra qualquer, não há aura de divindade alguma.

___________________________________________________________________________
Pesquisas realizadas pelos Grupos: VerdadeReoculta, Cristãos sem Religião e Seguir Jesus sem Religião [Fábio Mello] [Sara Britty] [Priscila Fagundes] [Caio Marcos] [Melazaum] [Theoz] [Dinho07] Agradecimentos a [extestemunhasdejeova.net] [4jehovah.org] e [indicetj.com]


Se tiver alguma objeção, poste o comentário, porém, se quiser defender a organização, faça-o por meio de argumentos razoáveis e provas documentais bem fundamentadas. Permanecer no campo das ideias. Não parta para agressão pessoal, pois ataques pessoais só reafirma a incapacidade argumentativa e incoerência doutrinária de um indivíduo. Ataques pessoais, ameaças e expressões de natureza puramente passional, são frutos imprestáveis de uma árvore cuja raiz é o fundamentalismo religioso de mentalidade condenatória, que sempre ganham musculatura devido à obediência cega a sistemas eclesiásticos verticalizados.

lembre-se: Aquele que não pode atacar o argumento, ataca o argumentador

10 comentários:

Postar um comentário