Deus do Velho Testamento é Mal Cruel e Vingativo?

Por Dinho
Os Homens do Antigo Testamento, estavam tentando se comunicar com pessoas que viviam em  trevas, assim sendo, ao descreverem “Deus” descreveram o com Antropomorfismo.

Antropomorfismo é a ausência total de possibilidade descritiva (através do idioma) do que seja o sentir divino sobre a vida!  Ou seja dar uma forma humano um sentimento humano a algo Divino que é indescritível. O desgosto de Deus vira “ódio”, a tristeza de Deus se torna em “arrependimento”, a disciplina de Deus vira a “Ira de Deus”, trabalhar um dia para poder pagar uma dívida vira "Deus apoia a escravidão" e uma multidão de ignorantes fanatizados religiosos expondo interpretações infundadas,  tendenciosas  e proselitistas.   A questão utilizada pelos Judeus Protestantes do Cristianismo Moderno de um "Deus é amor mas, odeia também" não passa de uma distorção do evangelho mergulhando no deus pagão, cuja filosofia é "eu amo apenas os que me amam" e "saúdo aos que me saúdam" Se vocês chamam de meu pai um deus assim que pai é esse que vocês construíram? O Pai de Jesus não é assim, é aquele que faz chover sobre maus e bons, sobre justos e injustos! 


ESTA FOI A FORMA DE MOISÉS E OS PROFETAS explicarem ao povo hebreu as conseqüências do pecado..  E AINDA, CERTAS questões, como disse Jesus, (aos homens de sua época, Escribas e Fariseus), que estes ainda estavam no leite, e não estavam preparados  para o alimento sólido ou seja, não tinham condições e nem discernimento de entender profundamente acerca da verdade. 

Para Deus "sua Ira" é disciplina que deve ser em amor! Para nós "sua Ira" é vingança,  um estado de ódio  premeditado! Somente Ele, tem o discernimento de "irar" sem pecar, pois a "ira" dele não é a nossa "ira", a nossa "ira" é ódio, vingança, troco e maldade!

A ira de Deus é amor é disciplina para nossa regeneração e salvação, a começar do dilúvio,  como disse Pedro,  para preservar, uma visão extrema do amor, para preservar a vida ainda que isso implica em disciplina! O Deus que vinga é um deus feito a imagem e semelhança do homem corruptível! Se o seu "deus" se vinga, ele é feito a imagem e semelhança SUA!

Para chegarmos ao amor é necessário a experiência do engano e da contradição, para nos tornarmos maduros e entender sobre o amor. Chega uma hora que o amor de Deus ilimitado joga todas essas coisas no lago de fogo (Que não deixa de ser Antropomorfismo), e não haverá mais sinal, nem traço dessas coisas. Quem quiser viver nas trevas, para lá irá por livre espontânea vontade.

Quem já leu sobre Jesus pregar o evangelho? Sua pregação era semelhante a dos Lideres Religiosos do Antigo Testamento? Acaso alguém já leu que Jesus participava daquela doutrinação? O Antigo Testamento é sombra, é simbologia, é promessa,  e foi cumprida em Jesus, como disse Paulo, acabou!!! Não somos Judeus, VT está abolido (2 Co. 3:14), é obsoleto  (Hb. 8:13), fraco e sem utilidade (Hb. 7:18). Cristo é o cumprimento de tudo aquilo que se passou! (Ef 2:15-16) Os apóstolos usavam o Velho Testamento para converter apenas os Judeus e nunca os Gentios! Prova é que Paulo não usou nada do Antigo Testamento em suas cartas direcionadas ao povos pagãos (Gentil), ou seja, não Judeus (1 Cor 9:21)

O evangelho é a mensagem de Jesus! É a mensagem de como Jesus tratava as pessoas, como ele agiu, o que ele fazia, como ele vivia, e ainda, um convite a viver desse modo, pois o pai é daquele jeito. Ninguém pregou o evangelho melhor que Jesus, vivendo o evangelho na sua vida, e se fizermos isso, veremos, que somos seus discípulos, não em letras de pedras, mas, no dia a dia! (Hb 8:8-11) Amando uns aos outros, se compadecendo, perdoando,  andando em piedade, humildade, mansidão, longanimidade, temperança e domínio próprio como ele o fez (Gl 5:18), só o andar Nele faz se,  estar Nele (1 Jo 2:29) isso é o evangelho o resto é doutrinações.

Não entender isso, é tornar Jesus mais um escravo do espirito religioso moderno.

18 comentários:

Postar um comentário