Projeto de lei PL 122



Essas manifestações homossexuais são totalmente caprichosas, não havia necesseciade disso, penso que cada um deveria ficar na sua, se for gay, não precisa sair mostrando pra todo mundo que é gay, trombeteando em passeatas tolas, isso só demostra a imaturidade e infantilidade das pessoas. Sou totalmente contra o incentivo a homossexualidade, a propaganda, e as passeatas militantes gays pseudo-defensores da "diversidade" a defesa d projeto dos direitos dos homossexuais! Quais direitos? Direito de promover passeata gay? Direito de promover orgia sexual? Sou totalmente contra, quer ser gay, seja gay e fique na sua, os direitos são iguais a todos, e nenhum grupo deve ser privilegiado pela lei, agora sabia, também sou contra o incentivo a orgia pública e a falta de moralismo heterosexual mostrada pela mídia, como o BB. Acho que sexualidade é algo muito pessoal e deveria ser respeitado, sem propagandas sem divulgações e esquecido, como disse, cada um na sua!!

Quanto ao papel da comunidade Cristã e envolvimento nisso, tenho a dizer o seguinte: 



É triste perceber que se Jesus estivesse entre nós nos dias de hoje Ele seria crucificado novamente por muitos ditos "cristãos". 

Iriam lhe questionar: "mas Mestre, e a PL 122?". 
E Ele diria: "deixai com o Estado o que é do Estado".

E novamente retrucariam: "E os pecados que eles cometem?".

E a resposta seria: "Quem dentre vós que não tiver pecado que reverbere o primeiro grito".

E a questões continuariam: "Vamos deixar isso barato? Eles não merecem proteção civil!".

 E como resposta: "Ame ao próximo como a ti mesmo; não julgues para não seres julgados".

Por fim, Ele falaria sobre mansidão; sobre olhar a trava do próprio olho; sobre vir a Deus da forma como fores chamados (sendo escravo, venha como escravo); sobre o reino dos céus que não é desse mundo; sobre não escandalizar o próximo; e sobre esse amor incondicional de Deus por todas as criaturas que o fez enviar o seu próprio filho, Ele, para salvar todos os homens, sem distinção.

Sim, esse mesmo Jesus, em tempos de Malafaia, seria crucificado sempre e novamente.


2 comentários:

Postar um comentário